Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 06/06/2014
  • 16:32
  • Atualização: 16:39

Derrubada de árvores do Clínicas tem segundo adiamento consecutivo

Remoção de mais de 280 vegetais só deve começar na próxima semana

Área física do HCPA deve ser ampliada até 2017 | Foto: HCPA / Divulgação / CP

Área física do HCPA deve ser ampliada até 2017 | Foto: HCPA / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Samantha Klein/Rádio Guaíba

A remoção de mais de 280 vegetais do pátio do Hospital de Clínicas (HCPA) só deve começar no fim da próxima semana. A direção da instituição sustenta que o atraso ocorreu por conta da realização do planejamento e preparo do terreno. O início do corte era previsto, de início, para a última quarta-feira. Conforme as condições climáticas, o trabalho de remoção deve levar cerca de uma semana. As obras que aumentarão em 70% a capacidade de atendimento do Clínicas devem começar em seguida.

Três dos arbustos serão transplantados para outras áreas dentro do hospital. Uma das árvores a ser replantada é um butiazeiro, espécie em risco de extinção. As demais são figueiras, árvore nativa do sul do País. A compensação ambiental definida pela Secretaria do Meio Ambiente prevê o plantio de mil mudas no entorno do hospital.

A área física do HCPA deve ser ampliada até 2017, conforme cronograma estabelecido no ano passado. Terão prioridade os setores críticos, como o Centro de Tratamento Intensivo (CTI), que vai ter o número de leitos dobrado, além das emergências, salas de recuperação e hemodiálise. O investimento é estimado em R$ 408 milhões, oriundos do governo federal.

• Lei para ampliar Hospital de Clínicas deve ser votada na quarta-feira
• Câmara aprova projeto de ampliação do Hospital de Clínicas
• Autorizado início das obras de ampliação do Hospital de Clínicas

O estacionamento destinado com 180 vagas ao público foi fechado em maio. Por enquanto, a instituição abriu apenas 40 lugares em uma via interna do pátio do Clínicas. A orientação é para que pacientes e familiares busquem garagens próximas do hospital ou se desloquem até o local usando o transporte público.

Bookmark and Share