Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 23/06/2014
  • 16:37

Polícia registra mais crimes com turistas como autores do que como vítimas na Capital

Entre as menos de 30 ocorrências registradas, estrangeiros são investigados em oito por de furtos

  • Comentários
  • Camila Kila/Rádio Guaíba

Desde o começo da Copa do Mundo, menos de 30 ocorrências policiais envolvendo turistas foram registradas em Porto Alegre. A maior parte desses crimes teve estrangeiros como autores e não como vítimas, segundo a titular da Delegacia de Apoio ao Turista da Polícia Civil de Porto Alegre (DPTUR), delegada Camila Defáveri.

Entre os tipos de ocorrências policiais verificadas durante a Copa está principalmente perda de documentos e ingressos de jogos. Outros registros dizem respeito a cambistas e furtos, com oito casos tendo os turistas como investigados. A delegada explica que, na semana passada, um peruano, que já possuía antecedentes criminais e cometeu furto, foi deportado.

Ela entende que o cenário é positivo e fala que a sensação de segurança está fazendo com que muitos visitantes prolonguem a estada na Capital gaúcha.

A polícia recebe o auxílio de imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os responsáveis pelos crimes. A estratégia para combate às ocorrências, segundo Camila, garante o atendimento rápido dos casos registrados na cidade.

Ela relata ainda que as equipes estão sendo reforçadas em razão da expectativa da chegada de grande número de argentinos, em função do jogo de quarta feira da seleção do país vizinho com a Nigéria, no estádio Beira-Rio.

Bookmark and Share