Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
19º 30º


Faça sua Busca


Notícias > Economia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/06/2014 17:36 - Atualizado em 27/06/2014 17:38

Comércio da Capital tem 31% de queda em vendas durante a Copa

Nos dias em que Porto Alegre recebeu jogos, lojistas perceberam redução de 23%

O Sindilojas Porto Alegre realizou novo levantamento com lojistas da Capital nesta semana e 83% dos entrevistados relatou baixos desempenhos e pouca movimentação de clientes, principalmente em dias de jogos da Seleção Brasileira e em Porto Alegre. O primeiro levantamento realizado em 17 de junho já mostrou resultados semelhantes. A Copa do Mundo tem-se mostrado um evento que esvazia o comércio, embora os segmentos de gastronomia e turismo se beneficiem. A maior queixa dos lojistas continua sendo em relação ao fechamento antecipado, principalmente das lojas de rua. A média da queda em vendas é de 31% na comparação com o mesmo período do ano passado, em dias de jogos do Brasil. Nos dias em que Porto Alegre recebeu jogos, o comércio percebeu queda de 23% nas vendas.

Nota-se que mais lojas decidiram fechar durante os jogos da Seleção Brasileira. 93% encerrou as atividades no período da partida e apenas 37% reabriram ao término do jogo. Das lojas que fecharam, 86% afirmou que liberou os funcionários e 14% teve a equipe assistindo o jogo na própria loja. Para os próximos jogos do Brasil, a maioria dos lojistas deve proceder da mesma forma feita até o momento. O atendimento a turistas aconteceu em 49% das lojas consultadas e as nacionalidades mais frequentes foram argentinos, holandeses, franceses, nigerianos, australianos, argelinos e uruguaios. Em 67% das lojas a equipe possui capacitação em inglês ou espanhol.

Lojas em centros comerciais próximos ao estádio ou em pontos de grande concentração de turistas relataram melhor desempenho, bem como as de material esportivo, com aumento médio de 8%. Mesmo assim, a expectativa dos lojistas entrevistados não é boa e 73% acredita que as vendas devem cair mais até o final do campeonato mundial.

Para o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, a Copa do Mundo deve trazer benefícios em médio e longo prazo. "Os turistas que consomem aqui, seja nos restaurantes ou em hotéis, estão gerando renda para a nossa população e isto também beneficia o comércio". Para Kruse é importante que os lojistas aproveitem a presença dos turistas e interajam com eles, mostrando que são bem-vindos e realizando ações de relacionamento. "Essa é a hora de fazer promoções com comunicação em outros idiomas. Podemos recuperar a venda perdida em dias de jogos com ações criativas nos outros dias", afirma.

Os segmentos consultados foram vestuário, eletroeletrônicos, bazar, artigos para festas, papelaria, material de construção, joalheria e relojoaria, calçados e artigos esportivos.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.