Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 27/06/2014
  • 18:03
  • Atualização: 18:15

Reunião irá avaliar danos da enchente no Estado

Em dois dias choveu mais que a média para o mês inteiro no Noroeste gaúcho

  • Comentários
  • Correio do Povo

Representantes dos 45 municípios afetados pelas enchentes nas regiões Norte e Noroeste do Estado irão se reunir com o governo do Estado na manhã deste sábado, para avaliar danos e orientar na recuperação das cidades afetadas. O encontro será na Prefeitura Municipal de Frederico Westphalen, às 11h.

Até a tarde desta sexta-feira, pelo menos sete municípios gaúchos já haviam decretado situação de emergência ou calamidade pública em razão da enchente. Conforme a Defesa Civil, em dois dias choveu mais que a média para o mês inteiro no Noroeste gaúcho.

Iraí decreta estado de calamidade pública devido às chuvas
Alunos passam a noite em rio após cheia do rio Uruguai
Cheia bloqueia ponte na divisa com Santa Catarina

Em Ponte Preta, dez casas foram atingidas pelo granizo. Já no município de Doutor Maurício Cardoso, o nível do Uruguai chegou a 20,5 metros acima do normal. A expetativa é de que o número de desabrigados e municípios aumente, já que deve continuar chovendo no fim de semana.

Em Jacutinga, o prefeito Luiz Lodea assinou decretou situação de emergência. A decisão foi tomada depois de avaliar um levantamento feito pelo conselho municipal de proteção e defesa civil do município. No levantamento são citados danos de infraestrutura geral, principalmente nas estradas vicinais, bloqueio de acessos ao município e inundações atingindo áreas urbanas e rurais.

Em levantamento publicado na tarde desta sexta, a Defesa Civil informou que são 3.409 desalojados e 729 desabrigados por causa das chuvas.

* Com informações do repórter José Ody

Bookmark and Share