Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/06/2014 23:53 - Atualizado em 28/06/2014 00:02

Chuva não dá trégua e pode agravar enchentes no RS

Sábado terá ainda influência de ciclone que intensifica instabilidade e traz rajadas de vento

Chuva não dá trégua e pode agravar enchentes no RS<br /><b>Crédito: </b> Felipe Dorneles/Especial CP
Chuva não dá trégua e pode agravar enchentes no RS
Crédito: Felipe Dorneles/Especial CP
Chuva não dá trégua e pode agravar enchentes no RS
Crédito: Felipe Dorneles/Especial CP

A chuva não dá trégua e os transtornos devem seguir neste sábado no Rio Grande do Sul. Há previsão de precipitação para todas as regiões gaúchas. Formação de um ciclone intensifica a instabilidade e chove forte em diversos pontos. Há risco de chuva moderada a forte na região de Porto Alegre.

• Iraí decreta estado de calamidade pública devido às chuvas
• Casa inteira é arrastada pelo rio Uruguai em Crissiumal

Onde aumenta muito a chuva é na Metade Sul. Regiões que enfrentam enchentes seguem com tempo chuvoso e no Noroeste as precipitações podem voltar a ser fortes. O vento se intensifica, especialmente da tarde para a noite, podendo apresentar rajadas. Ar mais frio começa a avançar pelo Estado e esfria mais no Oeste e no Sul. Santa Catarina tem chuva forte em algumas regiões, como o Sul.

As mínimas rondam 10°C em São José dos Ausentes e Santiago. As máximas, por sua vez, devem atingir 17°C no Litoral Norte e na Região Metropolitana. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 15°C e 17°C.

A situação que já era grave passou a dramática no Norte e no Noroeste gaúcho, além do Oeste catarinense, devido às cheias. A chuva em 24h em Iraí foi de 130 mm, um dos mais altos valores em 80 anos de dados. Porto Mauá também foi fortemente atingida e 52 municípios registraram danos pelas cheias.

Não são descartados volumes altos em alguns pontos, de 100/150 mm e até superiores, com alagamentos. Rios e barragens podem ter súbita alta. A continuidade da chuva exige atenção para os rios dos vales.



Fonte: Metsul






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.