Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 30/06/2014
  • 21:16
  • Atualização: 21:24

Fazenda mantém IPI reduzido para móveis até fim do ano

Governo deixará de arrecadar R$ 161,6 milhões de julho a dezembro

  • Comentários
  • Agência Brasil

Além de manter os impostos reduzidos sobre os veículos, o Ministério da Fazenda não reajustou as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a indústria de móveis e painéis de madeira. Em nota, a pasta informou que manteve a desoneração para o setor até o fim do ano.

Assim como no caso dos veículos, as alíquotas também voltariam ao normal na terça-feira. Para móveis, painéis e revestimentos de móveis, o IPI ficou em 4%, um ponto percentual a menos que a alíquota normal, de 5%. Para luminárias, o imposto foi mantido em 12%, três pontos a menos que a alíquota cheia, de 15%.

De acordo com o Ministério da Fazenda, o governo deixará de arrecadar R$ 161,6 milhões de julho a dezembro.

Mais cedo, o ministro Guido Mantega tinha anunciado, em São Paulo, a prorrogação dos incentivos fiscais para a indústria de veículos até 31 de dezembro. A manutenção do IPI reduzido para os automóveis custará R$ 1,6 bilhão ao governo até o fim do ano.

Bookmark and Share