Porto Alegre, domingo, 26 de Outubro de 2014

  • 04/07/2014
  • 10:28
  • Atualização: 12:33

Após queda de viaduto, BH cancela eventos da Copa

Duas pessoas morreram no desabamento de estrutura em construção

Comitê já foi convocado para fazer levantamento de todos os dados que envolvem o desabamento | Foto: Pedro Duarte / AFP / CP

Comitê já foi convocado para fazer levantamento de todos os dados que envolvem o desabamento | Foto: Pedro Duarte / AFP / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

A prefeitura de Belo Horizonte informou que, por motivo de luto oficial e em respeito às famílias das vítimas do desabamento do viaduto Batalha dos Guararapes, não haverá Fifa Fan Fest no Expominas nesta sexta-feira. O acidente no viaduto, que estava em construção, matou duas pessoas e feriu 22, de acordo com o Corpo de Bombeiros, que terminou nas primeiras horas desta manhã o resgate do último corpo soterrado.

Ainda segundo a prefeitura, também foram cancelados seguintes os eventos de exibição dos jogos da Copa do Mundo: Savassi Cultural; Point da Brahma, na Praça JK; Conexão BH, Cidade da Música, Cidade do Mundo; Samba da Quadra - A Copa é em BH; Espaço OI no Mercado Central; e Casa da Copa – Budmansion.

Por meio de nota, a prefeitura informou que um comitê composto por técnicos da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, da Defesa Civil, da Cowan (empresa responsável pelas obras do viaduto acidentado) e da Consol (empresa responsável pelo projeto) já foi convocado para fazer um levantamento de todos os dados que envolvem o desabamento, elaborar um criterioso diagnóstico das causas do acidente e definir as providências que serão tomadas.

O acidente ocorreu por volta das 15h, na Avenida Pedro I, região da Pampulha, em Belo Horizonte. O local fica próximo à Lagoa do Nado. A estrutura despencou e atingiu um micro-ônibus (onde morreu a condutora), um carro (onde estava o rapaz que teve o corpo resgatado na madrugada) e dois caminhões. O viaduto em construção integra o sistema de Bus Rapid Transport (BRT) da cidade e faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana.

Ainda nesta quinta-feira, a presidenta Dilma Rousseff lamentou o acidente por meio da sua conta de Twitter. Além de prestar solidariedade às famílias das vítimas, ela colocou o governo federal à disposição para o que for necessário. A Construtora Cowan, responsável pelas obras de construção, também se manifestou sobre o desabamento do viaduto, mas não indicou motivos para o acidente.

O viaduto Guararapes estava em fase de acabamento e seria entregue no final do mês. No início de fevereiro, outro viaduto do mesmo complexo de obras para a instalação do sistema de transporte rápido por ônibus, o Montesi, teve que ser interditado devido à um problema estrutural – parte do viaduto em construção se deslocou, lateralmente, cerca de 30 centímetros em relação à estrutura.

Bookmark and<br />Share