Porto Alegre, 11 de Julho de 2014

O contraste entre o 1º e 3º mundo

Postado por Hiltor Mombach em 1 de fevereiro de 2013 - Esportes

Por Diego Silva, sócio patrimonial nº 64862

A Arena é linda. É uma obra grandiosa, faraônica, confortável. Os torcedores, já tão acostumados com o frio do concreto ou com as desconfortáveis cadeiras do velho Olímpico, são presenteados com um espaço que oferece um conforto antes inimaginável em um estádio de futebol brasileiro. Somos agraciados com uma esplanada gigantesca, capaz de suportar com folga os torcedores em um dia de jogo com lotação máxima.

Temos a nossa disposição quatro rampas de acesso a esta esplanada, que comportam um fluxo de torcedores para ninguém colocar defeito. As entradas para o interior do estádio, onde ficam localizadas as famosas catracas, são tantas que quase se precisou de um sistema de nomeação diferente, pois o alfabeto perigou ficar pequeno.

Dentro do estádio, somos brindados com uma área de circulação interna também de tamanho respeitável, o suficiente para comportar com folga os torcedores que por ali circulam atrás de um lanche, banheiros, ou estão só a passeio. Por falar em lanches, o número de local para a instalação de bares e outros estabelecimentos beira o exagero, assim como o número de banheiros. Uma estrutura de primeiro mundo, realmente.
Dito isso, você deve estar pensando que nós, torcedores que frequentamos a Arena do Grêmio, temos uma vida de Rei por lá, não é? Não poderia estar mais enganado. Aqui começa a ficar claro esse contraste entre uma obra de 1º mundo e um país com instituições e pessoas de 3º.

Desde a inauguração, as grandiosas rampas de acessos à esplanada, com capacidade para comportarem um fluxo imenso de torcedores, são completamente inúteis. O torcedor, ao caminhar para acessar a sua rampa, logo nota que algo não está certo. Momentos depois, ele percebe que uns 50 metros antes da rampa, ele é obrigado a entrar em um “brete” de, no máximo, 2m de largura, e caminhar como se fosse gado, espremido junto às milhares de pessoas que também estão tentando acessar a rampa (que, nunca é demais frisar, comportaria todos eles facilmente, sem nenhum problema), na repetição de um modelo de controle que já não funcionava no Olímpico, e que é ainda mais sem propósito em um lugar como a Arena, que foi feita pensando exatamente em um livre e rápido acesso de seu torcedor às suas dependências.

Ora, estou longe de querer ensinar a BM a fazer seu trabalho, mas gostaria de saber por que não fazer a revista nas mais de 20 entradas espalhadas pela esplanada, e deixar o torcedor caminhar livremente pelas dependências do estádio, como foi planejado para ser desde o início. E quando tiver shoppings, lojas, academias, restaurantes, redes de fast-food, etc, a pessoa que em dia de jogo, quiser somente ir a algum desses lugares, terá que se espremer e esperar horas em filas intermináveis para só então ter acesso ao local pretendido? Aqui se chocam uma estrutura de 1º mundo e uma organização de multidões, por parte da BM, de 3º mundo. É algo para se rever.

Bom, ainda temos os bares, certo? Pois é, infelizmente não é bem assim, como pode ser visto nas fotos que estou enviando junto com esse texto. Um fato bem conhecido, e que não irei discutir, é que ainda não foram comercializados todos os espaços, e por isso temos filas intermináveis nos poucos bares disponíveis. É algo natural, é algo compreensível, é algo até esperado. O que não é natural, nem compreensível, e muito menos esperado, é que os bares já disponíveis ofereçam condições tão precárias de atendimento e higiene. A impressão que nos passa é que os velhos bares do Olímpico simplesmente pegaram suas coisas, colocaram em um caminhão de mudança, e trouxeram para a Arena. Esgotos aparecendo, refrigerantes, águas e cervejas em caixas de isopor que alagam o chão, enfim, aquela velha organização digna de um estádio com mais de 50 anos, em contraste com a estrutura de um estádio que não deve nada aos melhores estádios do mundo. Quando teremos bares bem equipados?

Quando teremos um atendimento e higiene à altura da Arena? Gostaria sinceramente de saber.
Um último ponto que eu gostaria de tocar é os detalhes. É uma reclamação constante entre gremistas que frequentam a nova casa, de que a impressão que passa é que depois da inauguração, o estádio foi deixado de lado. É um fato público e notório que nossa nova casa foi inaugurada antes do tempo. O gramado pagou por isso, o pessoal que caiu na avalanche pagou, e talvez até as negociações dos naming rights tenham pagado pela precipitação. Certo, mas, agora, paciência, termina o que ficou pendente e segue a vida.
E esse é exatamente o problema: não parecem estar terminando nada. É banheiro sem forro, acabamento mal feito nos guarda-corpos, inclusive sem parafusos fixando-os (como pode ser visto na foto enviada junto com o texto), vazamentos, falta de limpeza dos pisos da esplanada e da área de circulação interna, falta absoluta de latas de lixos na esplanada, diversos brises faltando ou quebrados, guarda-corpo da Geral mal projetado e/ou construído, demora na confecção dos novos cartões dos sócios, confusão e falta de claridade na venda de ingressos no primeiro jogo oficial, nem sinal do sistema que vai permitir informar quando o sócio não for ao jogo…
O pior é que muitas destas coisas já poderiam ter sido resolvidas antes da própria inauguração. Não são os pedreiros que fazem os novos cartões, não são os engenheiros que desenvolvem o sistema para o sócio avisar ausência, não é o mestre de obras que negocia o contrato de instalação dos bares, não são os caras da grama artificial que exigem bons equipamentos nos estabelecimentos.

Enfim, tudo isso poderia (e deveria) ter sido resolvido há muito tempo. A impressão que eu e muitos outros gremistas temos é que, depois da inauguração, por algum motivo, concluir a Arena e oferecer serviços de qualidade ao seu torcedor foi deixado meio que de lado, como se agora que já inaugurou e já estivesse sendo usada, não tivesse mais pressa para acabar o que falta. Não pode ser assim. Isso é planejamento de 3º mundo. Será que no final das contas, teremos que nos contentar apenas com um estádio de 1º mundo e continuar convivendo com pessoas, serviços e organização de 3º? Espero sinceramente que não.


21 Responses

  1. Bruno Giroleti disse:

    Isso sem falar claro da mentalidade de terceiro mundo também da torcida, que mesmo o estádio oferecendo cadeira para todos, insiste me ficar em pé nos corredores, na mureta da frente da primeira cadeira e as vezes até em seu próprio lugar, atrapalhando todas as outras pessoas que se organizam conforme o espetaculo de estádio pede. E é bom ressaltar que nesse caso as centenas de funcionários contratados em cada partida não fazem nada a respeito, apenas fingem que não enxergam nada. Não são capazes nem de evitar que marginais pulem as catracas e acessem o estádio..

    Outra coisa patética é ter ambulantes vendendo pipoca, cachorro quente e refrigerante no meio da torcida, atrapalhando as pessoas que estão sentadas e comercializando os produtos sem nenhum higiene. Para que ter 250 bares se continua com essa mentalidade e sistema medíocre?

    A arena não merece essa administração patética. Ou seria essa administração patética que não merece a arena?

  2. gilson disse:

    Nossa! A arena é linda por fora, mas por dentro está muito precária. O CREA deve avaliar a qualidade do material utilizado nessa obra, pois aquele concreto da avalanche me pereceu bem meia-boca. Quando às fotos acima, elas não me surpreendem em nada. O olímpico era assim. Por que mudaria algo na arena?

  3. Glauco disse:

    “Melhor estadio…remendao eh o beira rio…” Gazelada COPA DO MUNDO é no GIGANTE abs…paguem o aluguel p/ OAS…KKKKKK

  4. Luciano disse:

    Muito interessante esse texto. Eu aqui do interior ficava imaginando uma coisa e agora vejo que é bem outra… Os dirigentes tem que resolver essas pendências com urgência!

  5. Aldo disse:

    Pois é, Diego Silva. Claro que em toda obra nova aparecem problemas.Agora, se os concertos, conclusões e correções não estão sendo feitos, imagina o estado das coisas daqui a 20 anos.

  6. Marcelo disse:

    Estao vendendo cerveja na arena? Mas isso nao eh proibido?

  7. luiz carlos disse:

    Diego, deixa de chorar e muda de time se quiseres ser feliz. Se gostas de batatas, não precisas comer no Caldeirão de Batatas, espera para comer umas “fritas” num verdadeiro estádio de futebol, e que vai sediar uma chave da Copa de 2014.

  8. Tony Texas disse:

    Blá,blá,blá,…a birimboca da parafuseta falhou,…Mimimimimi,…puxa, que saco, temos uma Arena de primeiro mundo e as coisas ainda vão levar uns meses para se acomodar,…buáááá!!!!…eu quero agora mamá, quero por que quero,…neste instante, …senão vou botar a boca no mundo,…voces não me entendem,…buááá!!!!

    Jó que o diga,…haja paciência,…e na verdade a paciência nunca foi do Jó,…paciência mesmo tem o Criador com esta criatura egocêntrica que acha que tudo tem que ser prá já,… não acredita que foi criado, acredita que é o último biscoito no pacote,…a miserável condição humana,…ajudar nunca,…reclamar sempre,..parabéns pela choradeira,…mas espera um momento, estou pegando a chupeta para te acalmar.
    Cresce e amadurece, criatura!

  9. weimar disse:

    Lamentável os fatos narrados pelo sócio gremista. Ainda não conheço a Arena, moro noutro Estado e sinceramente não fiquei com vontade nenhuma de conhecê-la depois da exposição.
    Para mim, está claro que falta gerenciamento do espaço e fiscalização dos contratos assinados. Como se fosse, digamos, um Shopping Center e onde não observamos coisas enjambradas.
    Parabéns pela narrativa e pela visão dos detalhes comprometedores. Futebol-empresa não é nada disto!

  10. peitopreto disse:

    nao ha nenhuma prova de q o poste sem parafuso seja da arena, nem q estivesse assim no dia do jogo, até pq estes postes foram retorcidos, a maioria nao desprendeu, ficou preso e retorcido. O resto do texto é muito bom. existe filas mas o atendimento nos bares ate eh rapido. E a bm so faz porcaria mesmo. Uma revista de bosta q so atrasa.

  11. sandro disse:

    Caríssimo Diego Silva. Sou colorado e obviamente não conheço a arena do grêmio, mas a beleza e imponência do estádio é vista por todos. Parabenizo por tuas colocações e te digo mais, não tenha dúvida que o problema está nas pessoas, nas direções e na instituição Brasil do (assim ta bom, não precisa mais do que isso). Por isso recomendo a todos lutarem por melhorias no tratamento e nos serviços, isso não só no estádio, mas em tudo, pois só seremos de um “outro mundo” se pararmos de ver as coisas erradas e não denunciarmos. um grande abraço

  12. Verneti Berny disse:

    Lindo texto amigo Diego, muito obrigado por esclarecer à nós que ainda não tivemos o prazer, ou talvez nem tanto, de ir à Arena. Essa foto do guarda-corpo talvez justifique de uma forma bastante simples o que aconteceu noo incidente da avalanche, é lamentável que por falta de alguns parafusos essa coreografia tão bonita e uma marca registrada da torcida gremista seja extinta.
    Esse texto, amigo Diego, deveria ser posto em primeira página dos jornais do RS. Parabéns!!!

  13. Anapolina4x0Gremio disse:

    Aqueles caras de Hamburgo são muito chatos, reclamarem de um estádio de primeiro mundo!!!!

  14. Jaime disse:

    Prezado Diego Silva
    Num primeiro momento gostaria de parabeniza-lhe pelo minuncioso e detalhado texto porém com uma pequena resalva. Nós (vc gremista – eu colorado) ainda andamos no tempo de pensar que a BM tem essa responsabilidade com a segurança nos estadios de futebol porem ao meu ver, essas praças de espetáculos públicos onde a renda de todos os setor tem um destino certo deveriam saber também que a revista que busca segurança deveria ser de responsábilidade que quem fornece o espetáculo. Ou por acaso vc já viu alguem da BM passando em revista pessoas que entram em um shoping ??? Um dia isso a de mudar (em amobs estádios)… Ah, desculpe… estamos em um país de terceiro mundo, nisso concordo contigo… e segue o barco…. Abraço.

  15. Dilson disse:

    Bem, aí temos como a política e interesses outros interferem na vida do cidadão comum, mesmo que restrito a um grupo. Ouve-se em outros periódicos desculpas constantes para mau funcionamento da Arena, mas muitas destas coisas independem da obra pronta, como bem diz o Diego. Espero que a BRio aprenda e se adiante.

  16. Dalvani disse:

    PADRÃO FIFA hahahahhahahahahaaaahahahahah

  17. Tiruliru disse:

    e saber que queriam sediar a copa! Sai pra lá caozada… estádio de primeira, pessoas de terceira e time de segunda… e seeeeegue o cortejo!

  18. Paulo Moura disse:

    Isso é a modernidade tanto propagada pelos tricolores? isso é só o começo, quero ver qundo a construtora passar a preocupar-se somente com os predios a serem construidos. Pobre torcedores gremistas!

  19. joao disse:

    Meus Deus….
    que coisa mais absurda….
    vejo, realmente, que a ARENA ESTÁ DOENDO FUNDO NAS COLORIDAS ITINERANTES SEM TETO…..
    Acho que as moranguetes secadoras de plantão estão com muito medo de que o seu estádio velho e em ruínas não fique pronto até o final do ano para a copa do mundo…..
    Isto seria uma catástrofe e a maior vergonha que os coloridos poderiam passar….
    No mais, quanto ao texto que, supostamente, seria da lavra de um sócio patrimonial gremista, saliento que um gremista verdadeiro, por certo, não escreveria tantas palavras vazias e sem sentido, cheias de mágoa, rancor e inveja…..
    e mais, um gremista de verdade NUNCA (JAMAIS!!!!) escreveria algo tão bizarro e mandaria o texto, em primeira mão e com fotos ilustrativas, para um blogueiro membro da IVI que é colorados ROXO (OU ROSA) de quatro costados….
    Enfim, para mim, o texto é sim, com certeza e absoluta convicção, de um colorido mazembado e raivoso, que, após ter um ataque histérico de se escabelar e de se debulhar em lágrimas depois de ter entrado na ARENA pela primeira vez, NA SEGUNDA OPORTUNIDADE em que foi lá, em sede de tentativa de retaliação, ficou procurando algum defeito na perfeição e maravilha que é o estádio, tendo, assim que conseguiu identificar alguns raríssimos problemas, tirado umas fotinhos na tentativa de comprovar a sua tese…
    E o que é pior….sendo isto que denuncia ser colorado o autor do texto e das fotos…..nem mesmo postou fotos do que ele mais achou fantástico e ficou fascinado na ARENA….
    Não é possível que um gremista autêntico tenha fechado os olhos para as maravilhas e enxergado apenas os defeitos….
    E tem mais….ressalto que este cidadão que teve a cara de pau e a petulância de escrever esta porcaria de texto ridículo, por certo, precisou se esforçar muito, mas muito mesmo, para encontrar todos estes magistrais problemas insolúveis….
    faça-me o favor…
    vamos parar com este terrorismo barato e sem sentido……..
    perceba a grandiosidade da obra e de todo o conjunto que compreende o empreendimento da ARENA DO GRÊMIO…
    assim, afirmo que estes pequenos contratempos e inconvenientes momentâneos, que foram mencionados pelo excelentíssimo sócio patrimonial, são, verdadeiramente e na sua plenitude, insignificantes…..
    E ainda, há de se destacar e ter presente também que o complexo da ARENA DO GRÊMIO é o primeiro deste tipo e formato em todo o Brasil….
    logo, as engrenagens do negócio irão se azeitando na medida em que a atividade vai sendo exercitada…..
    por fim, entendo que não se pode ignorar o fato concreto de que foi apenas o primeiro jogo oficial….
    pequenos detalhes que ainda faltam irão se acertar e serão resolvidos em breve….
    acredito que era isso para o momento….
    Espero que eu não venha a ser vítima de censura por parte do senhor, caro Hiltor….
    Um grande braço…..
    mas peço que o senhor pare de bater na ARENA….
    a ARENA DO GRÊMIO não é o problema!!!!!…..
    o problema sério mesmo é o estádio do teu time!!!!!….
    este sim está com as obras atrasadas e tem prazo correndo para terminar o serviço…..
    Assim, peço encarecidamente que o senhor, como bom colorado que é, cobre mais do seu próprio time…..
    fale sobre o Sport clube…..
    time do seu coração……
    descubra por qual razão não existem mais operários trabalhando lá no beira lago…..
    procure se informar por quais razões o edifício garagem não sai do chão….
    reflita sobre o fato de que faltam apenas míseros 11 meses para entregar a obra e nem aomenos UMA, reitero, NEM MESMO APENAS UMA FOLHA DA COBERTURA prometida foi instalada…..
    o que dirá das tais skybox que pretendem construir no anel superior…..
    Não vou nem falar aqui dos imaginários camarotes que não conseguiram vender no valor de R$ 1 milhão cada….estes espaços nobres, que tem previsão de virem a ser construídos entre o primeiro e segundo anéis do estádio, não possuem nem mesmo previsão do início de sua construção efetiva….
    Por favor caro hiltor….ainda há partes da obra em fase de demolição…
    A obra está vergonhosamente estagnada no anel inferior!!!…..que ainda está inacabado após mais de DOIS ANOS do início da obra…..
    Ou melhor meu caro hiltor, vá trás do empresário do Bolívar para tentar descobrir quem são as vaselinas no vestiário do inter, assim o senhor estará ajudando o seu querido técnico zangado…ops…desculpe….dunga….
    Então é isso ai meu caro hiltor,….lhe desejo sorte na sua futura busca frenética por mais informações sobre o ATRASO NAS OBRAS DO BEIRA LAGO…..
    Esqueça, por favor, o GRÊMIO e a ARENA….ambos são grandes e maravilhosos por si só….
    Eu sei que é difícil não se seduzir com o fato de que é interessante, em razão de trazer retorno em níveis de audiência com leitores, fazer jornalismo crítico contra aproximadamente 70% da população do Estado que é gremista…..
    Mas isso, pelo menos neste ano de 2013, precisa acabar…..pois precisamos saber sobre, repito, o ATRASO NAS OBRAS DO BEIRA LAGO…..
    Passar bem…..
    Novamente, um grande abraço deste seu leitor assíduo….

  20. Ricardo disse:

    Já foi dito q os acabamentos, aperfeiçoamentos etc. serão feitos até 06/2013.
    Aí os caras, um mês e meio apenas após a inauguração da Arena, ficam reclamando da mesma coisa o tempo todo!!
    Por acaso quando estiver totalmente finalizada, sem, pelo menos, 90% desses problemas (alguns podem ocorrer, nada é perfeito nessa vida), esses mesmos “ditos torcedores” enviarão emails se desculpando, elogiando o estádio?? Duvido muito.
    E ao falar de 1º e 3º mundo, uma coisa esse torcedor não lembrou de falar. A maior causa dessa definição em categorias é a torcida q aqui existe. Um exemplo suficiente são alguns torcedores urinarem no chão ao lado do vaso pq não podem esperar na fila como os outros 95%.
    Aí o estádio é isso, aquilo, mal acabado etc.
    Ah para né…

  21. ethos mos disse:

    A mensagem do Diego Silva é perfeita. Ele descreveu perfeitamente o que é a Arena, que aparentemente não tem dono. Koff não quer saber da Arena. Odone já saiu. O que esperar desta gente? Evidentemente, por falta de espaço ou porque Diego não utiliza condução pública para ir à Arena, gostaria de complementar as preciosas informações dadas por ele. Quando voce sai da Arena para ir para casa, aí começa seu inferno. As saídas da Arena dão para ruas absolutamente abandonadas pelo poder público. O risco de assalto é eminente. Buracos, poças, arbustos, pedras, etc., tudo que é obstáculo no meio do caminho da gente em direção à estação do metrô ou aos pontos de ônibus. Os carros que saem da Arena se misturam com as pessoas que caminham pelas ruas. Os táxis não querem entrar naquele inferno. Ambulantes, misturados com o público, com cavalos da brigada, com caixas de isopor de vendedores de bebidas, com carrinhos de vendas de comida, com pedintes, tudo isto misturado aos carros que andam lentamente pelas vias, ao lado das pessoas, sem presença de alguma autoridade que possa orientar o tráfego de carros, o movimento das pessoas, dos ônibus, e tudo o mais. Aí, eu e meu filho nos dirigimos à estação de metrô e fomos caminhando no meio daquela multidão, sem saber se estamos nos dirigindo ao lugar certo porque não há nenhuma indicação de nada. Presença da prefeitura? Só nas cartas que o Prefeito escreve aos jornais tentando tapar o sol com peneira (e o cara foi eleito por mais de 60% dos votos…). Pessoas urinando no caminho se misturam com cadeirantes tentando sobreviver naquele inferno, com jovens mulheres puxadas pelos namorados, por velhos bufando. Pois bem. Ao final, depois de caminhar uns quarenta mminutos você chega perto da estação do metrô. Você descortina a estação pela presença da passarela. Aí você tenta entrar em um corredor que leva à passarela e se depara com cavalos da brigada, com uma multidão se acotovelando, tentando subir uma rampa que tem degraus, pedaços de pau, pedras, arbustos, etc., tudo no meio do caminho. Finalmente, depois de muito esforço, você chega à estação de metrô e se depara com trens sem ar condicionado, com excesso de lotação, sem informações visuais e auditivas que possam te ajudar em sua locomoção. Sabe quando volto à Arena? Em 2018, quando conseguirem fazer algo de bom na região. Ou quando tivermos um prefeito que faça algo naquela região…Fica mais barato pagar um pay per view e assistir em casa, confortavelmente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− um = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>