Porto Alegre, 01 de Novembro de 2014

Um velho texto sobre Cuba

Postado por Juremir em 5 de novembro de 2012 - Política

CUBA, O INFERNO NO PARAÍSO
Juremir Machado da Silva

Correio do Povo, Porto Alegre (RS), 4 de março de 2001

Na crônica da semana passada, tentei, pela milésima vez, aderir ao comunismo. Usei todos os chavões que conhecia para justificar o projeto cubano. Não deu certo. Depois de 11 dias na ilha de Fidel Castro, entreguei de novos os pontos.

O problema do socialismo é sempre o real. Está certo que as utopias são virtuais, o não-lugar, mas tanto problema com a realidade inviabiliza qualquer adesão. Volto chocado: Cuba é uma favela no paraíso caribenho.

Não fiquei trancando no mundo cinco estrelas do hotel Habana Libre. Fui para a rua. Vi, ouvi e me estarreci. Em 42 anos, Fidel construiu o inferno ao alcance de todos. Em Cuba, até os médicos são miseráveis. Ninguém pode queixar-se de discriminação. É ainda pior. Os cubanos gostam de uma fórmula cristalina: ‘Cuba tem 11 milhões de habitantes e 5 milhões de policiais’. Um policial pode ganhar até quatro vezes mais do que um médico, cujo salário anda em torno de 15 dólares mensais. José, professor de História, e Marcela, sua companheira, moram num cortiço, no Centro de Havana, com mais dez pessoas (em outros chega a 30). Não há mais água encanada. Calorosos e necessitados de tudo, querem ser ouvidos. José tem o dom da síntese: ‘Cuba é uma prisão, um cárcere especial. Aqui já se nasce prisioneiro. E a pena é perpétua. Não podemos viajar e somos vigiados em permanência. Tenho uma vida tripla: nas aulas, minto para os alunos. Faço a apologia da revolução. Fora, sei que vivo um pesadelo. Alívio é arranjar dólares com turistas’. José e Marcela, Ariel e Julia, Paco e Adelaida, entre tantos com quem falamos,pedem tudo: sabão, roupas, livros, dinheiro, papel higiênico, absorventes. Como não podem entrar sozinhos nos hotéis de luxo que dominam Havana, quando convidados por turistas, não perdem tempo: enchem os bolsos de envelopes de açúcar. O sistema de livreta, pelo qual os cubanos recebem do governo uma espécie de cesta básica, garante comida para uma semana. Depois, cada um que se vire. Carne é um produto impensável.

José e Marcela, ainda assim, quiseram mostrar a casa e servir um almoço de domingo: arroz, feijão e alguns pedaços de fígado de boi. Uma festa. Culpa do embargo norte-americano? Resultado da queda do Leste Europeu? José não vacila: ‘Para quem tem dólares não há embargo. A crise do Leste trouxe um agravamento da situação econômica. Mas, se Cuba é uma ditadura, isso nada tem a ver com o bloqueio’. Cuba tem quatro classes sociais: os altos funcionários do Estado, confortavelmente instalados em Miramar; os militares e os policiais; os empregados de hotel (que recebem gorjetas em dólar); e o povo. ‘Para ter um emprego num hotel é preciso ser filho de papai, ser protegido de um grande, ter influência’, explica Ricardo, engenheiro que virou mecânico e gostaria de ser mensageiro nos hotéis luxuosos de redes internacionais.

Certa noite, numa roda de novos amigos, brinco que,quando visito um país problemático, o regime cai logo depois da minha saída. Respondem em uníssono:

Vamos te expulsar daqui agora mesmo’. Pergunto por que não se rebelam, não protestam, não matam Fidel? Explicam que foram educados para o medo, vivem num Estado totalitário, não têm um líder de oposição e não saberiam atacar com pedras, à moda palestina. Prometem, no embalo das piadas, substituir todas as fotos de Che Guevara espalhadas pela ilha por uma minha se eu assassinar Fidel para eles.

Quero explicações, definições, mais luz. Resumem: ‘Cuba é uma ditadura’. Peço demonstrações: ‘Aqui não existem eleições. A democracia participativa, direta, popular, é um fachada para a manipulação. Não temos campanhas eleitorais, só temos um partido, um jornal, dois canais de televisão, de propaganda, e, se fizéssemos um discurso em praça pública para criticar o governo, seríamos presos na hora’.

Ricardo Alarcón aparece na televisão para dizer que o sistema eleitoral de Cuba é o mais democrático do mundo. Os telespectadores riem: ‘É o braço direito da ditadura. O partido indica o candidato a delegado de um distrito; cabe aos moradores do lugar confirmá-lo; a partir daí, o povo não interfere em mais nada. Os delegados confirmam os deputados; estes, o Conselho de Estado; que consagra Fidel’.Mas e a educação e a saúde para todos? Ariel explica: ‘Temos alfabetização e profissionalização para todos, não educação. Somos formados para ler a versão oficial, não para a liberdade.

A educação só existe para a consciência crítica, à qual não temos direito. O sistema de saúde é bom e garante que vivamos mais tempo para a submissão’.José mostra-me as prostitutas, dá os preços e diz que ninguém as condena:’Estão ajudando as famílias a sobreviver’. Por uma de 15 anos, estudante e bonita, 80 dólares. Quatro velhas negras olham uma televisão em preto e branco, cuja imagem não se fixa. Tentam ver ‘Força de um Desejo’. Uma delas justifica: ‘Só temos a macumba (santería) e as novelas como alento. Fidel já nos tirou tudo.Tomara que nos deixe as novelas brasileiras’. Antes da partida,José exige que eu me comprometa a ter coragem de, ao chegar ao Brasil, contar a verdade que me ensinaram: em Cuba só há ‘rumvoltados’.

Tags: , ,

14 Responses

  1. arlos de Alencastro Guimarães disse:

    Sou leitor do Correio do Povo.Sempre li sua coluna. As vezes não chegava ao final por discordar veementemente de certas posições políticas. Porém nunca deixei de lhe admirar como escritor e articulista. Sou Médico Fisiatra em Caxias do Sul. Tenho 65 anos e 40a dedicados a Reabilitação. Conheço a “Medicina Cubana”. Teoricamente poderia dar certo, porém a orientação do regime, não permite seu livre desenvolvimento. Fiquei (sem exagero)maravilhado com suas colocações sobre sua vivência com o povo de Cuba. Parabéns. Cordialmente, Carlos de Alencastro Guimarães.

  2. Jose Carlos disse:

    Tambem estive em Cuba, o povo vive na miseria.Tinta para pintar a residencia,é muito cara,por isto Cubanos nao pintam, e as que ja estao pintadas, foram pintada a quase 50 anos.É horrivel, fui comer um pizza,nao existe ketchup,mostarda e maionese, tu come aquela pizza seca.Mas cobrar eles cobram muito bem,principalmente para nós que pagavamos em CUCs.Tem duas moedas em cuba,o cuc cubano e o cuc para turistas.mas o que mais me chamou a atenção, é que muitas pessoas sao formadas em duas ,tres faculdades,mas nao exercem a profissao que que se formaram, porque nao tem emprego, ai sao obrigados a trabalhar em lojas, restaurantes, como empregados.Todas industrias,comercios tudo pertence ao regime militar, familia Castro.As grandes redes de hoteis em Varadero, cubano so entra para trabalhar.E os donos destes hoteis são 50% do governo cubano e o os outros 50% de socios estrangeiros. Adorei muyito ter ido a Cuba.Crianças tu nao ve na rua, estao todos dentro de sala de aula.Qualquer ambiente fechado vira sala de aula.E sempre tu ve a Foto de Fidel e Che Guevara.As crianças sao preparadas desde peque para neste regime de ditadura.Voltei 50 anos atras, veiculos antigos,muito legal de ver.Se tu ve um Cubano tipico,com charuto nos beiço, e pega a maquina para tirar umas fotos, ele ja te pede dinheiro.Aprendi muito indo a Cuba, pude entedner muito da sua historia.Gostaria de voltar la de novo, mas quem sabe um dia eu volte.

  3. Cristiano Sarturi disse:

    Caro Juremir, ótima analise. Alguns pontos excessivos, como somente “somente filhos de papai” em hoteis, mas no geral reflete exatamente a realidade. Já fui a Cuba algumas vezes a trabalho. Sempre saio de cuba com menos roupas e artigos higienicos do que quando cheguei. Qualquer cueca furada ou sabonete usado é luxo. Para quem vai a turismo, é dificil ver tudo isso, mas não por ignorancia do turista, mas porque o governo tenta esconder a realidade cubana dos que vão deixar seus dolares na ilha. Faltou comentar que em cuba tem moeda especifica para turista e para cubanos. Em uma noite tomei 3 mojitos (drink) a 4 CUC (4 USD) cada. Total de USD 12 em drinks em uma noite. Isso é o salário médio mensal, porém é pago em pesos cubanos, que turista não pode usar, e se não me engano 1 CUC = 25 pesos. Por isso todos querem trabalhar em hoteis, restaurantes, se prostituirem… qualquer coisa que tenha relação com turistas é uma oportunidade para conseguir um ou dois dolares de gorgeta! Já pensaram o quanto isso representa.
    Apesar de tudo isto relatado, o que me deixa mais triste é que o pais é lindo, os cubanos são pessoas maravilhosas e cuba tem um potencial para turismo imenso. Pena que hoje é as custas dos cubanos. Como muitos já disseram, o comunismo é lindo na teoria, mas na prática é impossivel, pois cada ser humano tem suas prioridades, aspiraçoes, ambiçoes, necessidades, etc… Democracia sempre…

  4. Adroaldo disse:

    Embargo à Cuba. Como sempre os ianques capitalistas são os responsáveis pela miséria do povo Cubano. Arrumem outra desculpa para a miséria em que vivem os Cubanos. Se o comunismo é tão bom, que Cuba se relacione somente com países comunistas, que fervilham em nosso planeta, e assim o povo cubano será feliz novamente.

  5. é.. talvez Juremir esperasse mais do ‘paraíso socialista’.. mas é clara também sua visão a partir de um brasileiro ‘ocidentalizado’, como quase todos.. nada de novo.. também não é surpresa a ‘novela’ ser ‘preferência’, ainda mais quando não se pode ter ‘preferências’.. Juremir é bom no que escreve e diz.. geralmente.. mas, assim mesmo, lhe falta.. como falta a todos.. desta vez, o embargo econômico dos EUA e o contexto da revolução cubana até os dias atuais, tão necessários para uma análise mais ‘cuidadosa’ e/ou coerente da ‘questão cubana’, deixou manca essa ‘visão’.. um amigo que ficou alguns dias em Cuba, me deu outras visões do lugar, considerando outros aspectos, como a da cultura afro e afins.. enfim.. o fato é que, a ‘utopia’ é o livro de Tomas Morus.. e Cuba, a ‘utopia’ distante de qualquer realidade dos socialistas.. assim como, o pesadelo dos ocidentais-brancos-cristãos.. que o diga Pedro Juan..

  6. carlos disse:

    Duas ou três coisas que é bom saber sobre Cuba

    Você sabia que em Cuba o talão de racionamento está calculado para 1.800 calorias por pessoa e que muitos produtos mencionados no talão só existem em fantasia, enquanto outros aparecem e desaparecem conforme as colheitas?

    Você sabia que quatro anos atrás o talão de racionamento era de 1.600 calorias, que houve uma epidemia de doenças mentais e de crianças nascidas defeituosas, que Fidel lançou a culpa disso sobre uma suposta guerra biológica empreendida pela CIA, que a Organização Mundial da Saúde descobriu que era um problema de avitaminose causada pelo racionamento de vitaminas e proteínas, que a OMS então enviou pastilhas multivitamínicas para socorrer a população cubana e obrigou o governo a subir a ração para 1.800 calorias?

    Você sabia que em Cuba não se consegue obter, porque não constam do talão de racionamento, nem papel higiênico, nem sabonete, nem toalhas sanitárias, nem leite para adultos, entre outras coisas?

    Você sabia que em Cuba está proibido o acesso dos cidadãos à internet, que dá cadeia ler coisas proibidas pelo regime, ouvir rádios e ver estações de TV estrangeiras, que é delito opinar contra o regime, que os Comitês de Defesa da Revolução, que funcionam em cada quarteirão, mantêm um registro das atividades de todos os moradores e que quem conste como suspeito de não apoiar o regime está encrencado?

    Você sabia que em Cuba os encanamentos estão obsoletos e estragados e mais de 50 por cento das casas não recebem água diretamente? Que a água, onde chega, é somente por algumas horas, e que, onde não chega, os caminhões-pipa só vêm uma vez por semana?

    Você sabia que em Cuba a eletricidade só funciona algumas horas por dia, que os apagões são diários, estragando os poucos equipamentos elétricos que restam na ilha?

    Você sabia que Fidel justifica sua revolução por seus supostos êxitos na saúde e na educação, mas que em matéria de saúde Cuba está no quinto lugar na escala latino americana segundo as estatísticas mais recentes da OMS (abaixo, por exemplo, do Chile, da Argentina e do Uruguai)? Você sabia que em educação Cuba está abaixo do Chile, da Argentina, do Uruguai e da Costa Rica, segundo a Unesco?

    Você sabia que no convênio Cuba-EUA, firmado por causa da multiplicação de balseiros fugitivos, os EUA recebem anualmente 22 mil cubanos, só em imigração legal, enquanto na lista da Seção de Interessados, em Havana, constam mais de 700 mil aspirantes a ir embora para Miami, embora todos os fichados como emigrantes virtuais sofram as piores represálias, sejam condenados a trabalhos forçados e seus filhos sejam obrigados a freqüentar escolas especiais de “reeducação revolucionária”? Você sabia que, apesar de todos os riscos, quem tenha acesso a uma embarcação e a uma bússola se lança ao “mar da felicidade”, fugindo daquele inferno?

    Você sabia que Fidel usa como desculpa de seu tremendo fracasso o suposto bloqueio do imperialismo internacional, ao mesmo tempo que seu chanceler Perez Roque se gaba de que Cuba tem relações comerciais com 115 países e de que recebe créditos preferenciais do Banco da União Européia?

    Você sabia que o que realmente se passa é que Cuba não tem nada para vender, nem com que pagar o que compra, que suas indústrias são muito atrasadas em tecnologia, improdutivas e sem competivividade, com uma burocracia excessiva e um enorme desemprego, dirigidas por líderes políticos e personagens fiéis à revolução e não por uma gerência profissional?

    Você sabia que as jineteras, prostitutas cubanas, são o mais moderno exemplo da mais nova moral revolucionária?

    Por último:

    Você sabia que Cuba é o último reduto de um sistema que foi expulso a pontapés pelos povos da Europa Oriental, que os habitantes desses países consideram que aquilo foi um pesadelo que não querem recordar, e que os Partidos Comunistas, envergonhados e desprezados, mudaram de nome para enganar com nova máscara?

  7. Alberto/NH disse:

    Pelo menos Lula “eu não sabia” nunca governou Cuba. O que fazem com os corruptos por aí Juremir, responda!

  8. Ricardo Botelho disse:

    Certo dia um anti-cotas fez a seguinte afirmação: os afro-descendentes dizem que a escravidão causou muito sofrimento, dor e prejuízos aos africanos que foram escravizados, o que é verdade sem questionamentos. Mas mesmo assim, pergunte aos seus descendentes (afro-brasileiros) se eles acham que foi bom ou se gostariam de “voltar” para a áfrica com passagem paga e um dote para iniciar suas vidas lá. Quantos você acha que achariam interessante e aceitariam essa oferta?

    Resumo da ópera, ainda que muito injusto o Brasil é bem melhor que muitos outros lugares, basta melhorá-lo e isso é nosso dever.

  9. Liberdade, liberdade! Abre as asas sobre nós!

  10. alex disse:

    meu deus do ceu…..so agora vc descobriu isso JUREMIR MACHADO…. MEU DEUS DO CEU….O COMUNISMO EH O CAMINHO MAIS LONGO PRO CAPITALISMO. O POVO DE CUBA EH TRATADO COMO ANIMAIS E NOSSOS LIDERES, DILMA, LULA, DIRCEU ETC SO PENSAM EM NOS TRANSFORMAR EM UMA NOVA CUBA.
    FINALMENTE VC CAIU NA REAL ….AGORA ESPALHE ISSO PRA TODOS OS PETISTAS E COMUNSITAS QUE VC CONHECER…FALE ISSO PRA DONA MANUELA DAVIA…O SER HUMANO NAO NASCEU PRA SER COMUNISTA. TODO COMUNISTA QUER O COMUNISMO PARA OS OUTROS, MAS NUNCA PARA ELE. QUER DIZER QUE OS COMUNISTAS LIDERES GANHAM BEM E MORAM BEM E O POVO SE FERRA…HUMMMMPARECIDO COM O QUE O PT PREGA AQUI, SO QUE O GOVERNO DA BOLSA FAMILIA, BOLSA EDUCACAO E ETC…
    QUE VERGONHA NAO TER PERCEBIDO ISSO ANTES.

  11. joao disse:

    Agora entendi aquela frase no aeroporto de Havana: “No mundo existem milhões de crianças passando fome, nenhuma é cubana”. . Oque aconteceria se alguem contestasse essa afirmação: PAREDON. Comunista é todo igual, vive de idéias utópicas, mas gosta mesmo das mordomias do capitalismo e do dinheiro dos outros, principalmente se for público. Vejam nossa patricinha comunista, candidata a prefeita nas últimas eleições ou os “revolucionários” comandantes da UNE (quase todos comunistas) que não trabalham nem estudam ( verdadeiros vagabundos que vivem das gordas verbas federais para serem marionetes do governo).
    Alguem conhece algum comunista brasileiro que trabalhe e que não esteja mamando nas tetas de um cargo publico?

  12. Gerônimo disse:

    Com a calma de sempre. Está reproduzido o entendimento que não é de hoje. Alguns leitores tem mania de “enquadrar” a partir de um texto, sem considerar o histórico. Aproveitam para descarregar suas amarguras, suas percepções estranhas …..

  13. leandro disse:

    Esse comunismo não foi o mesmo que por pouco não se instalou no Brasil?
    E o PCdoB não tem a mesma ideologia?

  14. Tiago Medina disse:

    Também já fui a Cuba – e me hospedei no mesmo Habana Libre – professor. As impressões (registradas aqui https://telhadotiago.wordpress.com/tag/cuba/) foram mais ou menos as mesmas.