Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 27/02/2014
  • 17:59
  • Atualização: 18:05

Estudo indica que americanos preferem internet à televisão

Segundo a pesquisa, 53% dos internautas disseram que seria "muito difícil" deixar a rede

  • Comentários
  • AFP

A maioria dos americanos prefere deixar de assistir televisão do que perder o acesso à internet, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira, encomendada para comemorar o aniversário de 25 anos da rede mundial de computadores, no dia 12 de março. Para 53% dos internautas, seria "muito difícil" deixar a rede (contra 38% em 2006), segundo o instituto Pew, responsável pelo estudo.

No total, incluindo quem não usa internet, 46% dos entrevistados consideram difícil abandonar a web. Enquanto isso, 35% dos americanos pensam o mesmo em relação à televisão. Em 2006 eram 44%. Os mais apegados à internet são as mulheres, os mais ricos e os com nível superior, informa o Pew. O celular ocupa a segunda posição: 49% dos usuários teriam dificuldade em deixar de usá-lo, enquanto em 2006 eram 43%. Sobre o telefone fixo, só 28% de seus proprietários encontrariam problemas em abandonar esse serviço. Atualmente, 87% dos americanos usam a internet. Em 1995, eram apenas 14% , 42% das pessoas nunca tinham ouvido falar sobre a rede, e 21% tinham uma ideia vaga. A frequência do uso também tem crescido: 79% navegam diariamente, contra 29% em 2000.

O acesso à internet aumentou com o desenvolvimento de dispositivos móveis: 68% dos americanos usam a internet em celulares, tablets ou outros dispositivos. Cerca de 90% dos habitantes dos Estados Unidos têm um celular e, dentre eles, dois terços o usam para entrar na internet. A rede é vista de maneira positiva por 90% dos entrevistados. A pesquisa foi realizada entre 9 e de 12 de janeiro, por telefone, com aproximadamente 1.000 adultos, e tem uma margem de erro de 3,5%. 

Bookmark and Share