Correio do Povo | Notícias | MPE pede cassação de prefeito de Cidreira por suspostas irregularidades

Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

  • 23/01/2013
  • 11:15
  • Atualização: 12:19

MPE pede cassação de prefeito de Cidreira por suspostas irregularidades

Representante do PMDB teria oferecido dinheiro aos eleitores em troca de votos

  • Comentários
  • Jimmy Azevedo / Rádio Guaíba

O Ministério Público Eleitoral (MPE) de Tramandaí entrou com um pedido de cassação do mandato do prefeito eleito de Cidreira, Milton Bueno (PMDB).  A alegação é que o peemedebista teria se envolvido em irregularidades como uso da máquina pública no pleito de outubro, em benefício de candidatos de sua coligação "Aliança Para o Progresso", formada pelos partidos PMDB, PSB, PPL, PSDB, PR, PDT, PRB e PHS.

Outra ação envolvendo uma suposta fraude sobre a transferência de títulos eleitorais para Cidreira e também compra de votos tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Tramandaí. “O que eu, particularmente, presenciei foi a compra de votos escancarada feita pelos vencedores da eleição dando dinheiro pras pessoas, comprando cestas básicas, uma coisa que a gente sabe que é ilegal”, relatou um dos responsáveis pela ação, o advogado Flávio Ferraz.

O prefeito de Cidreira já foi notificado pelo cartório eleitoral de Tramandaí sobre a ação e tem prazo para dar explicações sobre as denúncias. Milton Bueno ainda não se pronunciou sobre o caso. Ele se reuniu com advogados na manhã desta quarta-feira na sede do Executivo municipal.

Bookmark and Share