Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 27/01/2013
  • 08:50
  • Atualização: 11:47

Sinalizador usado em boate teria causado incêndio, segundo comandante-geral dos Bombeiros

Guido Pedroso de Melo classificou tragédia de Santa Maria como a maior do Estado

  • Comentários
  • Karina Reif / Correio do Povo

Um sinalizador utilizado por um responsável pela boate Kiss, em Santa Maria, teria provocado o incêndio que matou mais de 90 pessoas na madrugada deste domingo. O comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Guido Pedroso de Melo, que está se dirigindo para o Centro do Estado, disse que o instrumento se encostou em uma forração de isopor e iniciou o fogo. “Nunca é indicado usar isso em local fechado. Com certeza, essa foi a maior tragédia do Rio Grande do Sul, um fato lamentável”, avaliou. Melo afirmou que o material, em contato com as chamas, provocou muita fumaça e a maior parte das pessoas morreu sufocada. 

O comandante disse que recebeu informações preliminares dos bombeiros de Santa Maria sobre o plano de incêndio do estabelecimento. “Estaria vencido. Mesmo assim, isso não quer dizer que não tivesse sinalização, ou iluminação de emergência. Uma situação como essa sempre gera pânico e muitas pessoas foram pisoteadas”, explicou.

Mais de 50 bombeiros da região central estão trabalhando no rescaldo dos escombros, utilizando 11 viaturas. Uma equipe de Porto Alegre, formada por 28 homens, também se deslocou para Santa Maria. Profissionais do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) irão procurar vítimas, com a ajuda de cães farejadores. “Eles terão a preocupação de procurar em todos os cantos do prédio e atuar junto com a perícia, auxiliando nas buscas de elementos que possam explicar o que ocorreu”, ressaltou. Todos os hospitais de Santa Maria receberam feridos. Eles somam mais de cem.