Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 03/01/2014
  • 12:22
  • Atualização: 12:24

Nevascas afetam o nordeste dos Estados Unidos

Quase 2,2 mil voos foram cancelados na região de Nova Iorque

  • Comentários
  • AFP

Intensas nevascas, fortes ventos e um frio glacial afetavam nesta sexta-feira o nordeste dos Estados Unidos. A primeira grande tempestade de inverno do ano prejudicava os voos em vários estados e cidades importantes. Em Nova Iorque, a meteorologia prevê mais de 20 centímetros de neve e ventos gelados superiores a 50 km/h, com temperaturas de até 12 graus negativos, com sensação térmica de até -23°C. Quase 2,2 mil voos, com pouso ou decolagem nos Estados Unidos, foram cancelados na região.

O Serviço Meteorológico Nacional (NWS) emitiu alertas de fortes tempestades de inverno em uma grande área do país, que vai de Chicago a Nova York, passando por toda a Nova Inglaterra e inclui a capital Washington. O frio intenso também afeta o meio-oeste do país, com nevascas e cancelamento de voos no aeroporto internacional O'Hare de Chicago. Em Nova Iorque, as autoridades pediram aos moradores que permaneça em casa para que possam realizar as tarefas de acondicionamento urbano.

Quase 450 pontos de distribuição de sal foram acionados para derreter o gelo durante a madrugada e 1,7 mil caminhões foram mobilizados para limpar a neve das ruas. Mas o comissário de Saúde Pública, John Doherty, recordou que a tarefa de limpar as ruas é difícil e pediu paciência. A nevasca em Nova York é o primeiro teste do novo prefeito da cidade, Bill de Blasio, que tomou posse na quarta-feira. "Estamos focados como um laser, estamos prontos", afirmou na quinta-feira o novo prefeito.

O governador de Nova iorque, Andrew Cuomo, declarou estado de emergência e solicitou que a população utilize o transporte público. No estado vizinho de Nova Jersey, o governador Chris Christie também decretou emergência.

O governador de Connecticut, Dannel Malloy, pediu para que os funcionários do estado encerrassem o expediente mais cedo na quinta-feira para evitar congestionamentos durante a passagem da tempestade. As autoridades também advertiram para o risco de congelamento ou hipotermia em consequência do frio intenso. Em Boston, onde a temperatura deve cair nesta sexta-feira a 21 graus negativos, as escolas e prédios públicos permanecerão fechados.



Bookmark and Share