Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 06/01/2014
  • 12:58
  • Atualização: 12:59

Polícia pede prisão preventiva de suspeito de matar taxista

Jovem de 23 anos foi preso na noite de sábado em Guaiba

  • Comentários
  • Correio do Povo

O delegado Joel Henrique Wagner, da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), encaminhou nesta segunda à Justiça o pedido de prisão preventiva para o acusado de matar o taxista João da Silva Rodrigues, de 61 anos, na sexta-feira passada durante assalto a um posto de combustíveis na avenida Princesa Isabel, no bairro Piratini, em Porto Alegre. O suspeito foi preso pelos policiais militares do 31º BPM na noite de sábado na residência de um irmão, em Guaíba. Trata-se de um jovem, de 23 anos, ex-funcionário do posto de combustíveis, que já confessou o crime em depoimento aos policiais civis.

Já os laudos periciais do Departamento de Criminalística são aguardados pelo delegado Joel Wagner para serem acrescentados no inquérito que deve ser concluído em dez dias, a partir do deferimento judicial do pedido de prisão preventiva. Ele lembrou que a jaqueta e a mochila usadas pelo suspeito no dia do crime, já apreendidas pelos agentes, são as mesmas que aparecem nas imagens das câmeras de segurança do posto de combustíveis. Conforme o delegado, a arma usada pelo jovem, um provável revólver calibre 38 e a camiseta usada para encobrir o rosto no assalto ainda não foram encontradas. “Ele disse que a arma jogou no Guaíba”, observou.

Bookmark and Share


TAGS » Polícia, Taxista