Correio do Povo

Porto Alegre, 28 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
13º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

09/01/2014 07:25 - Atualizado em 09/01/2014 07:49

Rodovia do Parque tem área de lazer em Porto Alegre

Alça de acesso da BR 448 ao bairro Humaitá virou até playground

Rodovia do Parque tem área de lazer
Crédito: Ricardo Giusti

Crianças e adolescentes em skates, bicicletas e carrinhos de rolimã, além de famílias e rodas de amigos, ocupam a alça de acesso da BR 448 ao bairro Humaitá, na zona Norte de Porto Alegre. Será assim enquanto o trecho, que liga a rodovia federal à área urbana próxima à Arena do Grêmio, permanecer interditado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) devido à falta de reparos na estrutura. Se por um lado a inatividade do pedaço de estrada traz bem-estar para a comunidade, por outro representa um desperdício. Trata-se de playground acima de R$ 1 bilhão.

Para ver a alegria das pessoas que circulam pela alça, basta passar por lá perto do anoitecer. É quando o calor dos dias de verão dá espaço a noites amenas na margem do Guaíba, com direito à vista panorâmica para o Delta do Jacuí. "Está muito mais gostoso aqui que dentro de casa", confirmou o microempresário Alex Bedin, 32 anos. Com a esposa, Rossiani, 23, e o filho, Andriel, 5 meses, foi tomar chimarrão sob a brisa.

Em meio aos praticantes de esportes, cuja performance melhora no asfalto novinho em folha, grupos de amigos usam a alça como ponto de encontro. "Esse é o point", definiu o auxiliar contábil Leonardo Engelmann, 21, entre cinco amigos que costumam se juntar para falar amenidades. Enquanto os jovens se divertem, as mães festejam a perspectiva de crescimento da região e se preocupam com a segurança. "Trará desenvolvimento, mas também vai ficar perigoso para as crianças, acostumadas a andar livres por aqui", lamenta a copeira Adriana Amaral, 35.

Seis quilômetros estão às escuras

Menos de 20 dias depois de ser inaugurada pela presidente Dilma Rousseff, a BR 448, Rodovia do Parque, que liga Porto Alegre a Sapucaia do Sul, já é alvo de crime e vandalismo. Houve furto de cabos de energia, e cerca de seis dos 22 quilômetros de extensão ficaram às escuras, conforme admitiu ontem o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) detalhou que a falta de luz atingiu 27% da rodovia recém-finalizada. Um dos pontos é a ponte na saída de Porto Alegre para o Interior. A PRF solicitou providências ao Dnit.

Nenhuma ocorrência de acidente ou crime foi registrada na BR 448. Há somente registro de apedrejamento de veículos, principalmente na alça de acesso à rodovia, nas imediações da Arena do Grêmio. Perto do estádio pode ser observado acúmulo de pedras, e alguns jovens arremessam as mesmas na direção dos carros, assustando os motoristas. O ato de vandalismo seria apenas uma "diversão".

O Dnit informa que está em tratativas com as construtoras para que a iluminação da Rodovia do Parque seja restabelecida o mais breve possível. Enquanto isso, garante manter contato constante com a PRF para evitar que a situação se repita.

* Com informações dos repórteres Luiz Dibe e Jézica Bruno

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.