Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 07/02/2014
  • 22:44
  • Atualização: 23:52

Detentos protestam por falta d'água no Presídio Central

Apenados atearam fogo em panos e colchões após problema

  • Comentários
  • Correio do Povo

Os detentos do Presídio Central atearam fogo em colchões e causaram pequenos focos de incêndio como protesto, nesta sexta-feira. Ao invés de rebelião, cerca de 1,8 mil presos das galerias B e F fizeram barulho batendo nas grades das celas para reclamar da falta de água.

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) entrou em contato com o Dmae e providenciou dois carros pipa para encher as caixas d'água da cadeia. Os bombeiros foram acionados e ficaram de sobreaviso para a necessidade de combater o fogo, caso a situação se agravasse. O Batalhão de Operações Especiais também foi colocado de prontidão casou houvesse necessidade de tomar às galerias.

Negociações decorreram das 22h até depois das 23h e, às 23h30min, a situação foi controlada sem a necessidade de intervenção da Brigada Militar.

Bookmark and Share