Correio do Povo

Porto Alegre, 31 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
16º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Ensino

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/02/2014 11:16 - Atualizado em 26/02/2014 13:21

Mais de 40 mil estudantes voltam às aulas em Porto Alegre

Rede municipal de ensino tem 96 escolas, 55 de Ensino Fundamental

Há 55 escolas de Ensino Fundamental
Crédito: Tarsila Pereira

A volta às aulas do ensino fundamental da rede municipal de educação de Porto Alegre foi marcada pela pressa dos estudantes e os ajustes normais do início do ano letivo, como transferências de estudantes e composição das turmas. 

Em uma das maiores instituições, a Loureiro da Silva, no bairro Cruzeiro, que conta com mais de mil alunos, o clima era de festa com as boas-vindas aos alunos. Isso porque a escola recebeu um reforço extra durante o período de férias. Integrantes do Exército ajudaram na realização de obras na escola, como pintura e reforma dos banheiros. Apesar de algumas melhorias ainda estarem em andamento, como a acessibilidade em um dos prédios anexos e um dos banheiros, o clima era de felicidade. “Muitos alunos ficaram surpresos com o que encontraram ao chegar aqui. A escola está com mais vida”, comentou a vice-diretora Vivian Nakata Giuliano, que não escondia o orgulho e a satisfação diante das novas instalações. A ação de recuperação dos espaços integra o conceito compartilhado pelas escolas para garantir o maior interesse dos alunos. “Quem não quer ficar numa escola bonita”, comentou ela.

Este ano, o grande desafio da Secretaria Municipal de Educação é a ampliação do ensino integral. Com a redução gradativa no número de matrículas no ensino fundamental, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) trabalha para otimizar os espaços e garantir que, aos poucos, os seus mais de 44 mil estudantes permaneçam nas 55 escolas de ensino fundamental em tempo integral. “Estamos monitorando esse comportamentos e identificando como garantir o ensino integral, que atualmente já abrange 52% dos alunos. A meta é avançar mais neste ano”, afirmou a secretária Cleci Jurach.

Se por um lado reduz o número de estudantes no ensino fundamental, processo inverso ocorre na educação infantil, que também é atendida pelo município. Para atender a este grupo de alunos, a Prefeitura tem investido na construção de novas creches. “A preocupação é com a universalização do acesso à educação infantil, que se dá por meio da construção de novas creches e unidades”, disse. Atualmente são atendidas 70 mil crianças, sendo que 50 mil na rede própria e 20 mil na rede conveniada.

Bookmark and Share


Fonte: Mauren Xavier / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.