Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 04/03/2014
  • 13:51
  • Atualização: 14:19

Ondas estão boas para surfistas que seguem no Litoral

Tempo nublado afastou veranistas da orla de Tramandaí

  • Comentários
  • Nildo Júnior / Correio do Povo

A terça-feira de Carnaval é de tempo nublado no Litoral Norte. A chuva na madrugada deixou as águas do mar claras e calmas em Tramandaí. A bandeira amarela incentivava o banho, mas, aos poucos, o vento Nordeste foi ganhando força e incomodando os poucos que se aventuraram na orla. Com isso, o mar passou a apresentar ondas altas, que ora beneficiavam os surfistas, ora atrapalhavam as manobras.

Os irmãos Otávio Luís Guimarães, de 38 anos, motorista, e Pedro da Rosa, 45, comerciante, pescavam quando a linha arrebentou. Providenciado o remendo, a pesca prosseguiu infrutífera. “O mar está revolto e mexe com o fundo levantando a sujeira. Daí os peixes não beliscam”, afirmou Rosa. A comerciante Ana Amélia Klein acompanhava os pescadores, mas garantiu que não sentia os efeitos do vento. “A gente se acostuma com o Nordestão. Não está frio não”, disse. Na praia, a temperatura indicava 22 graus, mas a sensação térmica devia ser de uns 18 graus.

As moradoras de Igrejinha Jorgina, Clarice e Liverte aproveitaram para caminhar na beira da praia. A dona de casa Jorgina Colombo, de 50 anos, comentou que o clima ameno estava agradável para uma caminhada. A funcionária pública Clarice Previde, 55, informou que era um dos últimos momentos das amigas na praia neste verão. “As férias estão acabando e volto ao trabalho na quarta-feira para retomar a rotina”, assegurou. A aposentada Liverte Schulz, 51 anos, por sua vez, comentou que as amigas também aproveitaram o período de carnaval para brincarem com o boliche e fazer compras no Centro de Tramandaí.

O mestre de obras Ananias Matos, 55 anos, morador de Gramado, está trabalhando no litoral. Mas na terça de Carnaval aproveitou para descansar na cadeira de alumínio junto à filha Bianca Matos Bustos, de 22 anos. A recepcionista terminava a leitura de seu livro, apesar de sentir frio. “Já saí de casa com frio. Nem o casaquinho está adiantando”, admitiu.

Outra que estava encasacada era a estudante Fernanda Morais, de 17 anos, que aguardava que o namorado saísse do mar em sua cadeira de alumínio próxima à plataforma. “Está bastante frio, mas vale a pena ver o namorado surfando”, reconheceu a garota que está desde 20 de dezembro no litoral e que pegou mais tempo bom do que ruim.

O surfista Tadeu Oliveira, 23 anos, é serralheiro em Tramandaí. Aproveitando o feriado, Oliveira foi pegar ondas na área ao lado da plataforma. Porém, o Nordestão incentivou-o a sair mais cedo do mar. “O vento deixou o mar muito agitado e estragou as ondas. Mais cedo estava bem melhor”, informou.

Bookmark and Share