Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 14/03/2014
  • 16:49
  • Atualização: 14:03

Polícia pede prisão de mais um envolvido na morte de publicitário na Capital

Homem com extensa ficha criminal comprou carro utilizado no crime há um mês

  • Comentários
  • Camila Kila/Rádio Guaíba

Após localizar o carro usado no assalto em que o publicitário Lairson José Kunzler, sócio da agência Paim foi morto, a polícia irá pedir a prisão do responsável pela compra do veículo. A titular da 6ª Delegacia de Polícia da Capital, delegada Aurea Regina Hoeppel, explica que o Renault Scenic utilizado para cometer o crime havia sido vendido pela proprietária há um mês.

O veículo foi apreendido pela Polícia Civil na zona Sul e encaminhado ao depósito. A delegada conta que o homem que adquiriu o carro não foi localizado no seu endereço, por isso será solicitado à Justiça mandado de prisão preventiva contra ele. Conforme Aurea, o suspeito cumpre prisão em regime domiciliar e possui extensa ficha criminal, incluindo homicídio. Outros dois suspeitos de envolvimento no latrocínio (matar para roubar) de Lairson José Kunzler, de 68 anos, já tiveram prisão preventiva decretada, mas ainda não foram localizados.

Saiba mais
Sócio da agência Paim é assassinado na zona Sul de Porto Alegre
Polícia tenta entender trajetória do empresário antes do crime
Encontrado o carro utilizado no assalto e morte de publicitário
Suspeito de matar publicitário era motoboy

Bookmark and Share