Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 08/04/2014
  • 13:58
  • Atualização: 17:00

Professor causa polêmica ao citar Valesca Popozuda como "pensadora contemporânea"

Cantora divulgou texto sobre o assunto em sua página do Facebook

Professor causa polêmica ao citar Valesca Popozuda como ´pensadora contemporânea` | Foto: Reprodução / Facebook / CP

Professor causa polêmica ao citar Valesca Popozuda como ´pensadora contemporânea` | Foto: Reprodução / Facebook / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Agência Brasil

Uma questão da prova do professor Antonio Kubitschek, de Taguatinga, no Distrito Federal, está causando polêmica na internet. O docente perguntou aos alunos "Segundo a grande pensadora contemporânea Valesca Popozuda, se bater de frente:". Com opções de A a D para completar a frase:

"A - é tiro, porrada e bomba
B - beijinho no ombro
C - Recalque
D - Vida longa"

Todas as palavras aparecem na música da cantora citada na questão, mas a única resposta que completa a frase é a primeira opção. A revolta de pais e alunos veio com o fato do professor ter se referido à cantora como "grande pensadora contemporânea".  A composição da letra da música é creditada no clipe ofcial para André Vieira, Wallace Viana e Leandro Pardal. O professor afirma que a atitude não teve a intenção de provocar discussões sobre métodos educacionais, foi sim um teste para verificar a atuação da imprensa e se ela dá destaque às atividades escolares em momentos positivos ou negativos.

“Tivemos um debate em sala de aula sobre a formação moral, a formação dos alunos, e veio a discussão de como a imprensa participa desses novos valores que vão surgindo. Isso gerou polêmica, e resolvi testar. Há 15 dias tivemos uma exposição fotográfica com fotos tiradas pelos alunos, e a imprensa não veio participar. Resolvi então colocar na minha prova uma questão que gerasse polêmica e chegasse na rede social, que aí, em algum momento, um órgão da imprensa iria pegar”, relata.

Para o professor, a grande repercussão que o assunto adquiriu demonstra que a imprensa está mais interessada em dar destaque a questões sensacionalistas. “Até então havia uma dúvida se a imprensa é sensacionalista ou não, e a dúvida foi tirada com a polêmica. A imprensa demonstrou que hoje está mais interessada no sensacionalismo e pouco interessada em uma boa formação”, avalia Antônio Kubitschek.

A questão envolvendo Valesca Popozuda fez com que o professor concedesse pelo menos dez entrevistas. Ele relata que esperava repercussão, mas ficou surpreso com a dimensão da polêmica provocada, e espera que o fato gere debates sobre como formar uma imprensa melhor no País. A Secretaria de Educação do Distrito Federal não vai se pronunciar sobre a polêmica.

O uso de músicas em provas é um recurso que tem sido adotado com regularidade. A última prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) trouxe letras do músico Gabriel, O Pensador, e da banda Titãs. Também no ano passado, a Universidade de Brasília incluiu o hit Camaro Amarelo, da dupla sertaneja Munhoz & Mariano, e o rap Vida Loka Parte II, dos Racionais MC, na lista das obras musicais da matriz que poderia ser cobrada na primeira etapa do Programa de Avaliação Seriada.

Em publicação em sua página oficial do Facebook Valesca desabafou: "EU ACHO UMA BOBAGEM ISSO TUDO" e ainda disse que se sente honrada e espera um dia chegar no nível que o professor se refere a ela, “mas pensadora contemporânea ainda não”, relata. Ela ainda mandou um recado aos críticos do professor: “o tempo que todo mundo gasta julgando ele e o ofendendo por isso, deveríamos era nos unir e protestar sim pelo salário dele e dos outros professores, pelas condições que muitos dão aulas pelo Brasil, pelas escolas que algumas vezes nem quadro ou cadeira para o aluno sentar tem , por merendas que faltam, por várias questões que ninguém se preocupa”, completa Valesca.

Bookmark and Share