Porto Alegre, domingo, 26 de Outubro de 2014

  • 30/04/2014
  • 13:11
  • Atualização: 13:23

Identificado motorista de carro que caiu da Ponte do Guaíba

Yuri Cabral Bottaro, de 24 anos, saiu de Charqueadas em direção a Porto Alegre

  • Comentários
  • Correio do Povo

Foi identificado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) como Yuri Cabral Bottaro, de 24 anos, o motorista do carro que caiu do vão móvel da Ponte do Guaíba, na BR 290, em Porto Alegre. Por volta das 11h30min desta quarta-feira, o Grupo de Busca e Salvamento (GBS) do Corpo de Bombeiros retirou o corpo do homem da água junto com uma mochila. O local da queda tem grande profundidade, cerca de 24 metros, e, conforme um dos mergulhadores dos bombeiros, o Renault Symbol prata, com placas de Charqueadas, afundou mais de 10 metros na água. O Departamento Médico Legal fez o recolhimento. Já o carro foi retirado somente à tarde com uso de um rebocador e depois um guincho em terra.

Motorista conduziu veículo pela contramão até cair no vão 

O acidente ocorreu quando o vão móvel estava içado e havia filas de veículos em ambos os lados da travessia. O inspetor André D´Ávila, chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), relatou que o carro apareceu de repente pela contramão desde o início do acesso à ponte do Guaíba vindo provavelmente da avenida Sertório, e caiu direto para dentro da água já que o vão encontrava-se no alto. A cena estarreceu os demais condutores que aguardavam a passagem de um navio de transporte de gás liquefeito de petróleo. A embarcação estava próxima de passar pela travessia e teve de parar no mesmo instante.

Evandro Botega, gerente de operações da Concepa, contou que as câmeras de monitoramento registraram o acidente. Segundo ele, o motorista freou bruscamente quando deparou-se com o fim de pista, segundos antes de despencar na água. Desde 1997 quando a concessionária assumiu o trecho, lembrou, não tinha visto algo igual.

O comandante do GBS, major Roberto do Canto Wilkoszynski, observou que a visibilidade no local onde afundou o carro é nula. Mesmo assim, os mergulhadores conseguiram localizar o veículo e o corpo em seu interior após mais de uma hora de buscas com apoio da Marinha do Brasil e até da empresa CatSul, que enviou um catamarã para servir de base operacional. O GBS empregou duas lanchas e viatura terrestre. Duas ambulâncias da Concepa ficaram de prontidão. O 9º BPM também auxiliou. A Polícia Civil vai investigar o caso e o que levou a vítima a trafegar pela contramão e não perceber o içamento do vão móvel.


Bookmark and Share