Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 09/05/2014
  • 22:02
  • Atualização: 22:06

Federação indígena do RS informará ações em Faxinalzinho neste sábado

Presidente da entidade evitou antecipar posição sobre prisões de índios pela PF após morte de agricultores

  • Comentários
  • José Adelar Ody/Correio do Povo

O presidente da Federação das Organizações Indígenas do RS (Feorgi), Zaqueu Kaingang, informou na noite desta sexta-feira que a entidade prepara uma coletiva à imprensa neste sábado. O evento vai tornar pública a posição da entidade diante da prisão pela Polícia Federal (PF) do cacique e de indígenas de Kandóia na tarde desta sexta-feira durante uma reunião em Faxinalzinho. As detenções foram efetuada após o assassinato de dois agricultores na região.

A coletiva deverá ser realizada às 12h30min na sede da Feorgi em Porto Alegre (Lomba do Pinheiro, Parada 25, nº 9105). O presidente da entidade não quis adiantar medidas que a entidade poderá tomar daqui em diante em nome dos indígenas.

No dia 28 de abril, um conflito entre indígenas e agricultores sobre as demarcações de terra no Alto Uruguai eclodiu quando dois produtores rurais foram mortos ao tentarem furar o bloqueio de uma estrada montado por um grupo indígena. A região reivindicada por índios no município já foi delimitada pela Funai, mas ainda precisa ser declarada indígena pelo Ministério da Justiça. Há prazo para os colonos atingidos pela medida recorrerem. Só depois disso, mantido o entendimento, há a homologação que permite repassar o terreno. A Constituição Federal não prevê indenização pelas terras.

Bookmark and Share