Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
28ºC
Amanhã
15º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/06/2014 14:02 - Atualizado em 26/06/2014 14:07

Previsão de mais quatro dias de chuva coloca RS em alerta

Cheia do rio Uruguai deve causar problemas no Noroeste e no Oeste do Estado, diz Metsul

Chuvas causam enchentes na fronteira com a Argentina<br /><b>Crédito: </b> Vilson Winkler / Especial CP
Chuvas causam enchentes na fronteira com a Argentina
Crédito: Vilson Winkler / Especial CP
Chuvas causam enchentes na fronteira com a Argentina
Crédito: Vilson Winkler / Especial CP

Os próximos dias serão de chuva no Rio Grande do Sul. Até domingo, o tempo não firmará e vai chover todos os dias no Estado. Os maiores volumes seguirão se concentrando sobre a Metade Norte gaúcha, justamente a área onde mais choveu, informa a Metsul. Segundo os últimos dados, os mais altos acumulados tendem a se concentrar no Norte gaúcho (Noroeste, Missões, Médio e Alto Uruguai, Alto Jacuí, Planalto Médio, Campos de Cima da Serra e parte do Litoral Norte), sobretudo em cidades próximas da divisa com Santa Catarina, e no estado vizinho.

• Defesa Civil do RS monitora 16 cidades atingidas pelas chuvas


A Metade Norte do Estado estará sujeita volumosa, o que inclui a Serra, o Litoral Norte e a Grande Porto Alegre, até porque se espera uma intensificação da chuva no fim de semana no Nordeste gaúcho, o que inclui a área da Capital e região metropolitana. Os acumulados, em geral, em uma semana até domingo vão ficar entre 200mm e 300mm em várias cidades do Norte gaúcho e de parte de Santa Catarina. Alguns pontos mais localizados, porém, podem ter volumes em somente sete dias tão extremos como 400mm a 600mm, pois só até o começo desta quinta-feira já havia localidades com 250mm no Noroeste do Estado e no Oeste catarinense.

Diante deste cenário, a perspectiva é de problemas graves de inundação e enchentes em áreas da Metade Norte do Rio Grande do Sul e de diversas regiões catarinenses (Oeste, Meio-Oeste, Centro e Sul). Rios destas regiões subirão muito e os alagamentos podem ser significativos, afetando áreas urbanas e rurais com interrupção de rodovias e danos às infra-estruturas locais.

Na manhã desta quinta-feira, o nível do rio Uruguai chegou a 11,7 metros acima do nível normal por volta das 10h em Porto Mauá, na fronteira entre o Rio Grande do Sul e a Argentina. Em Itapiranga, no mesmo horário, a cheia chegou a 10,55 metros, aumentando 15cm por hora. Nas últimas horas, a vazão em Itá passou de 8800 para 11400m³/s e deve continuar aumentando gradativamente ao longo do dia. Devido à cheia do rio Uruguai, a travessia de balsa entre Porto Mauá, no Noroeste do Estado, e Alba Posse, na Argentina, está suspensa. Já em Porto Vera Cruz e Porto Xavier, as travessias por balsas também foram interrompidas.

Bookmark and Share

Fonte: Metsul





» Tags:Geral Tempo

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.