Ana Castela ultrapassa Marília Mendonça e se torna sertaneja mais ouvida no Brasil

Ana Castela ultrapassa Marília Mendonça e se torna sertaneja mais ouvida no Brasil

A cantora está no topo das paradas com a música 'Nosso Quadro", em parceria com AgroPlay

R7

Ana Castela e a cantora sertaneja mais ouvida do Brasil

publicidade

Ana Castela alcançou o poso de cantora sertaneja mais ouvida do Brasil. A Boiadeira, que está no topo das paradas com a música "Nosso Quadro", em parceria com AgroPlay, ultrapassou Marília Mendonça e é a artista do gênero com mais ouvintes mensais nas plataformas digitais. No Spotify, Ana Castela soma 13,5 milhões de ouvintes mensais, superando por pouco a marca de Marília Mendonça. A eterna Rainha da Sofrência, que segue nas paradas de sucesso com a música Leão, acumula 13,4 milhões de ouvintes.

As duas cantoras tem um número de ouvintes muito maior do que outras artistas mulheres do sertanejo. Maiara e Maraisa têm 9,8 milhões de ouvintes mensais, Simone, que segue a carreira solo após o fim da dupla com Simaria, soma 6,8 milhões e Naiara Azevedo tem 5,9 milhões.

O sucesso de Ana Castela é comprovado pelo número de faixas que a cantora tem na lista de 50 músicas mais ouvidas do país. Nesta quarta-feira (26), a Boiadeira ocupa a primeira posição com Nosso Quadro, mas têm outros 5 sucessos na lista.

A segunda música mais bem colocada da cantora é Bombonzinho, parceria com Israel e Rodolffo, na 11ª posição. Já na posição seguinte está Duas Três, com Guilherme & Benuto e Adriano Rhod. A única música solo de Ana Castela na lista é Dona de Mim, no 33º lugar. Logo em seguida está a parceria com Wesley Safadão, Covardia. Palhaça, colaboração com Naiara Azevedo, fica no 38º lugar e Roça em Mim, com Zé Felipe e Luan Pereira, fecha a lista na posição número 46. 


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta terça-feira, dia 23 de abril de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895