Artistas indígenas lançam álbum

Artistas indígenas lançam álbum

O projeto “Goj tej e goj ror” trata sobre as águas a partir da perspectiva da cultura Kaingang

Correio do Povo

A líder indígena e kujá Iracema Gah Teh, 59, esteve envolvida em toda a produção do álbum

publicidade

A produtora gaúcha Tela Indígena, formada em 2016 por estudantes de antropologia, desenvolveu um álbum musical e visual com comunidades indígenas Kaingang das cidades de Canela e Nonoai. O projeto “Goj tej e goj ror, as águas são nossas irmãs” surge a partir do diálogo sobre as águas dentro das comunidades. A estreia será realizada nesta quarta-feira, 26, às 19h, na Cinemateca Capitólio (rua Demétrio Ribeiro, 1085), Centro Hitórico de Porto Alegre, com entrada gratuita.

A crise hídrica brasileira e a urgência de preservar os territórios e a cultura Kaingang fizeram parte da concepção do álbum. Entre os instrumentos usados, estão o chocalho, o violão taquara, a flauta de bambu e o apito, além dos sons das águas dos rios, lagos e cachoeiras. 

Para o povo Kaingang, existem dois tipos de água: Goj tej (água comprida, dos rios) e Goj ror (água redonda, as nascentes, os lagos). As duas são complementares, e é na união entre elas que o mundo pode conquistar o equilíbrio. 

Foram escritas e gravadas 19 faixas inéditas. A equipe realizou laboratórios artísticos e interdisciplinares que promoveram o encontro entre kujás (pajés), músicos, artistas visuais e produtores culturais não indígenas, entre outubro de 2022 e janeiro de 2023. Foram seis dias de laboratório em cada território (Konhún Mag, em Canela, e Nürvenh, em Nonoai), com mais de 25 integrantes e um total de 15 meses de trabalho.

A edição de áudio e a produção musical são de Thiago Ramil, e a identidade visual é da professora e artista indígena Vera Kaninhka. Com idealização e realização de Tela Indígena, produtora formada pelos antropólogos Ana Letícia Schweig, Eduardo Schaan, Geórgia Macedo e Marcus Wittmann, além da líder indígena e kujá Iracema Gah Teh. O projeto conta com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura e patrocínio do Natura Musical.

Além de Porto Alegre, o álbum vai ter estreias em Brasília, Canela e Nonoai. Confira a programação:

Estreias

  • Lançamento em plataformas digitais (Spotify e YouTube): 26 de julho, quarta-feira.
  • Porto Alegre: 26 de julho, quarta-feira, às 19h. Apresentação e conversa com pajés. Entrada franca.
    Local: Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico).
  • Brasília: 29 de julho, sábado, das 14h30 às 16h30. Apresentação e conversa com pajés. Entrada franca.
    Local: Memorial dos Povos Indígenas, na Zona Cívico-Administrativa, em frente ao Memorial JK.
  • Canela: 5 de agosto, sábado, às 15h, com projeções, dança e canto. Entrada franca.
    Local: território Konhún Mag (Rua Otaviano do Amaral Pires, 5000, Flona).
  • Nonoai: 20 de agosto, domingo, às 19h. Exclusivo para comunidade indígena local.
    Local: comunidade indígena Nürvenh.

Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta quarta-feira, dia 1 de maio de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895