Biógrafa de Jorge Amado discute processo de pesquisa em Porto Alegre
capa

Biógrafa de Jorge Amado discute processo de pesquisa em Porto Alegre

Jornalista baiana Joselia Aguiar estará hoje no Instituto de Cultura da PUCRS

Por
Correio do Povo

Aguiar também é mestre em História pela Universidade de São Paulo

publicidade

A jornalista baiana Joselia Aguiar conversa com Carol Anchieta e Fernanda Bastos sobre sua experiência como curadora das edições de 2017 e 2018 da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) e como diretora da Biblioteca Mario de Andrade (São Paulo), na Livraria Baleia (Fernando Machado, 85), hoje, a partir das 19h. Na terça, ela estará no Instituto de Cultura da PUCRS (Ipiranga, 6681/Biblioteca Central/Prédio 16) para falar às 19h30min, com Maria Eunice Moreira e Fabio Varela sobre o processo de pesquisa e escrita de "Jorge Amado, uma Biografia", pela editora Todavia. Após, haverá sessão de autógrafos com a autora, que é mestre em História pela Universidade de São Paulo e trabalhou na Folha de S.Paulo.

Com acesso exclusivo a documentos de família e cartas de parentes, amigos e outros escritores, além de entrevistas exaustivas e pesquisas no Brasil, Europa e Estados Unidos, o livro retraça a história de um dos mais populares escritores do século XX. Um homem que, saído da Bahia, se consagrou pelo mundo, amigo de personalidades como Sartre e Saramago, que foi traduzido para dezenas de idiomas.

Autor de clássicos, como “Capitães da Areia”, “Tieta do Agreste”, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “Gabriela, Cravo e Canela”, algumas das obras do escritor fizeram sucesso no cinema e na televisão.