Biografia de Gildo de Freitas terá lançamento na Câmara de Vereadores de Viamão
capa

Biografia de Gildo de Freitas terá lançamento na Câmara de Vereadores de Viamão

Evento ocorre nesta quarta-feira às 14h30min

Por
Correio do Povo

Gildo Freitas conquistou o Rio Grande do Sul com suas trovas e depois com seus discos

publicidade

Para marcar o centenário do nascimento de Gildo de Freitas, a biografia "O Rei dos Trovadores" será lançada nesta quarta-feira, às 14h30min, na Câmara de Vereadores de Viamão. Com mais de 200 páginas, o livro é uma ampliação do volume 22 da coleção "Esses Gaúchos", lançado em 1985, escrito pelo jornalista Juarez Fonseca. 

Segundo o autor, “O Rei dos Trovadores” é uma louvação à genialidade de Gildo de Freitas, que mesmo depois da morte em Viamão, em 4 de dezembro de 1982, continuou ganhando admiradores, deu nome a ruas, avenidas em vários municípios, CTG e seu estilo de trova integra concursos em 29 cidades. 

Obra ganha ampliação

Ao texto original, reescrito, Fonseca agregou a primeira reportagem feita com Gildo, entrevistas com Luiz Müller, dirigente da Associação de Trovadores, e com os músicos nativistas como João de Almeida Neto (primeiro a trazer Gildo para seu repertório) e Ernesto Fagundes (gravou um disco inteiro com músicas de Gildo). 

Na livro também são relacionados trovadores em atividade no Rio Grande do Sul e músicos seguidores do estilo de Gildo. Para completar, são reproduzidas 40 letras marcantes entre as 170 músicas gravadas pelo compositor gaúcho. 

Prisões e consagração musical 

Apoiada em entrevistas com Teixeirinha, Antônio Augusto Fagundes, Paixão Côrtes, Luiz Menezes, Ayrton dos Anjos e, entre outros, Dona Carminha, viúva de Gildo, a narrativa começa na infância do protagonista e repercute diversos episódios ao longo da sua vida.

Como episódios das prisões por rebeldia, a adesão ao trabalhismo de Getúlio Vargas, a consagração nos programas de rádio, o sucesso nos discos, a visão quase profética para iniciativas como a criação dos bailões – que se tornariam febre no Estado inteiro.

A relação com seu discípulo Teixeirinha ocupa bom espaço no livro, incluindo um capítulo em que o músico e ator gaúcho conta em detalhes uma viagem com Gildo para cantarem em Santa Catarina.