capa

Biografia de Gildo de Freitas terá lançamento na Câmara de Vereadores de Viamão

Evento ocorre nesta quarta-feira às 14h30min

Por
Correio do Povo

Gildo Freitas conquistou o Rio Grande do Sul com suas trovas e depois com seus discos

publicidade

Para marcar o centenário do nascimento de Gildo de Freitas, a biografia "O Rei dos Trovadores" será lançada nesta quarta-feira, às 14h30min, na Câmara de Vereadores de Viamão. Com mais de 200 páginas, o livro é uma ampliação do volume 22 da coleção "Esses Gaúchos", lançado em 1985, escrito pelo jornalista Juarez Fonseca. 

Segundo o autor, “O Rei dos Trovadores” é uma louvação à genialidade de Gildo de Freitas, que mesmo depois da morte em Viamão, em 4 de dezembro de 1982, continuou ganhando admiradores, deu nome a ruas, avenidas em vários municípios, CTG e seu estilo de trova integra concursos em 29 cidades. 

Obra ganha ampliação

Ao texto original, reescrito, Fonseca agregou a primeira reportagem feita com Gildo, entrevistas com Luiz Müller, dirigente da Associação de Trovadores, e com os músicos nativistas como João de Almeida Neto (primeiro a trazer Gildo para seu repertório) e Ernesto Fagundes (gravou um disco inteiro com músicas de Gildo). 

Na livro também são relacionados trovadores em atividade no Rio Grande do Sul e músicos seguidores do estilo de Gildo. Para completar, são reproduzidas 40 letras marcantes entre as 170 músicas gravadas pelo compositor gaúcho. 

Prisões e consagração musical 

Apoiada em entrevistas com Teixeirinha, Antônio Augusto Fagundes, Paixão Côrtes, Luiz Menezes, Ayrton dos Anjos e, entre outros, Dona Carminha, viúva de Gildo, a narrativa começa na infância do protagonista e repercute diversos episódios ao longo da sua vida.

Como episódios das prisões por rebeldia, a adesão ao trabalhismo de Getúlio Vargas, a consagração nos programas de rádio, o sucesso nos discos, a visão quase profética para iniciativas como a criação dos bailões – que se tornariam febre no Estado inteiro.

A relação com seu discípulo Teixeirinha ocupa bom espaço no livro, incluindo um capítulo em que o músico e ator gaúcho conta em detalhes uma viagem com Gildo para cantarem em Santa Catarina.