Cantor português Roberto Leal morre aos 67 anos
capa

Cantor português Roberto Leal morre aos 67 anos

Autor de "Arrebita", "Bate o Pé" e"Dá cá um beijo" foi vítima de uma insuficiência renal

Por
Correio do Povo e R7

Artista foi um dos letristas do hino da Portuguesa

publicidade

O cantor português Roberto Leal, de 67 anos, morreu neste domingo no Hospital Samaritano, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 11 deste mês. A causa do óbito foi insuficiência renal em razão de uma reação alérgica a um medicamento. Radicado no Brasil, ele havia dado entrada para tratar complicações decorrentes de um câncer no olho, que enfrentava há dois anos. Os dois filhos, que moram no Canadá e na Austrália, já foram comunicados da morte e estão a caminho do Brasil. 

Autor de "Arrebita", "Bate o Pé" e "Dá cá um beijo", foi torcedor da Portuguesa e um dos letristas do hino do clube paulista. Em 2015, ajudou o time, que vive uma prolongada crise financeira, a conseguir um novo patrocinador. Com a música, teve sucesso nos anos 1970 e passou a ser um dos maiores embaixadores da cultura portuguesa no Brasil. Em entrevista ao jornal Diário de Notícias, de Lisboa, em setembro do ano passado, disse que tinha um sonho e por isso se lançou na política: foi candidato pelo PTB à deputado estadual. Ele obteve 8.273 votos e não se elegeu.

O velório acontecerá a partir de segunda-feira, das 7h às 14h, na Casa de Portugal, no bairro da Liberdade, em São Paulo. O enterro será realizado às 14h do mesmo dia, no cemitério de Congonhas. O ex-secretário de Estado das Comunidades Portuguesas José Cesário lamentou a morte do cantor nas redes sociais.