Imperadores promete surpresas no desfile do Carnaval de Porto Alegre 2020
capa

Imperadores promete surpresas no desfile do Carnaval de Porto Alegre 2020

Além da bicampeã da Série Ouro, outras 12 escolas de samba desfilam no Porto Seco neste sábado

Por
Felipe Samuel

Bicampeã Imperadores do Samba promete surpreender logo no começo do desfile no Porto Seco

publicidade

Os desfiles prosseguem entre a noite deste sábado e o amanhecer de domingo no Complexo Cultural Porto Seco, com apresentação de 13 agremiações. Na Série Ouro, a Imperatriz Dona Leopoldina abre a disputa da elite a partir das 2h de domingo. O enredo vai homenagear a sambista Leci Brandão com o tema "Com as bênçãos de Ogum e Iansã: a filha de dona Lecy! A dama do samba".

Quinta colocada em 2019, a escola abordará a trajetória de vida da artista. De acordo com o diretor de Carnaval da Imperatriz, Cléber Barcelos Soares, o enredo “não vai basicamente falar da música de Leci Brandão'”. "Vai falar de todas as lutas sociais dela, musicalidade, religiosidade", diz Soares, acrescentando que a expectativa é de que ela participe do desfile.

Em seguida, às 3h10min, a passarela recebe a bicampeã Imperadores do Samba. Com a responsabilidade de defender o título, a escola promete surpreender logo no começo da apresentação, cujo samba-enredo trata da vida do pintor, professor e gravurista gaúcho Iberê Camargo. O diretor de Carnaval Júnior Gonçalves explica que os 1,4 mil carnavalescos vão retratar a vida e a obra do artista, unindo o erudito com o popular. "O início do desfile vai ser um dos mais impactantes dos últimos anos do Porto Seco", promete.

Com o enredo "Não basta sonhar... Tem que ter fé", a Estado Maior da Restinga, que ficou com o vice-campeonato em 2019, vai falar de fé. "A ideia é contar o sonho que todos temos de querer alcançar algum objetivo, e para isso é preciso muita fé", destaca o carnavalesco Sandro Rauly. Ele afirma que o samba enfatiza mais a fé espiritual. “A partir desse contexto falamos da fé no dia a dia, fé por dias melhores", completa.

Última colocada no ano passado na Série Ouro (não houve rebaixamento em 2019), Bambas da Orgia encerra as apresentações no Porto Seco. O samba-enredo "Eu sou passado, eu sou presente, eu sou futuro... Saudade, quem é que não tem?” destaca as quatro décadas de história da agremiação. "Vamos abordar os principais títulos conquistados nesses 40 anos, principalmente os do grupo principal", afirma o diretor de Carnaval Walmir Oliveira.

A disputa pelo título da Série Prata começa às 22h, com o ingresso na passarela da Unidos da Vila Mapa. Sexta colocada em 2019, a escola da Lomba do Pinheiro definiu como samba-enredo "2020, o ano que faremos contato". Em seguida, é a vez da Unidos de Vila Isabel entrar no Complexo Cultural Porto Seco.

Vice-campeã da categoria em 2019, a representante de Viamão aposta no samba-enredo que presta homenagem às mulheres que fizeram a história da escola. O diretor de Carnaval Arilson Trindade ressalta que a ideia é fazer homenagem a todas as mulheres, com pedido de paz, respeito e igualdade, e mostrar como elas superaram preconceitos. "As mulheres ainda hoje lutam por respeito, dignidade, igualdade e principalmente contra as agressões", assinala.

Praiana sonha retornar à elite do Carnaval

À meia-noite, a União da Tinga entra em cena com o tema "A União da Tinga canta a natureza. No reino de Ketu, a Corte veste pena de pavão". Com objetivo de subir à elite, a Academia de Samba Praiana inicia o desfile no Complexo Cultural Porto Seco à 1h de domingo, com o enredo "No jardim do Carnaval, a mais formosa flor. Em verde e rosa, um buquê de amor". Quinta colocada em 2019, contará os 60 anos de sua trajetória a partir das cores verde e rosa.

O diretor de Carnaval da Praiana, Braulio Pires Pontes Neto, explica que serão 14 alas, com 40 pessoas em cada, dois carros alegóricos e 80 ritmistas. "Queremos voltar para a Série Ouro. Nos últimos tempos sofremos alguns reveses", lamenta. Na Série Bronze, às 18h40min, Império dos Herdeiros abre o Carnaval no Porto Seco. 

Em seguida, é a vez da Cohab Santa Rita, que traz o enredo "O Carnaval é a lei do povo! Lutar, sambar e amar. A academia é Dilamar". Às 20h, Unidos do Guajuviras entra na passarela com o tema "O voo do gavião sobre a corte imperial".

Com o enredo "O samba que embalou o enredo da minha maior paixão", a Acadêmicos da Orgia é a penúltima a se apresentar na categoria. A União das Escolas de Samba de Porto Alegre informa que a apuração dos resultados começa às 15h deste domingo. O anúncio da escola campeã do Carnaval 2020 deve ocorrer até 18h.

Ordem do desfile

• 18h40min - Herdeiros
• 19h20min - Cohab
• 20h - Unidos do Guajuviras
• 20h40min - Acadêmicos
• 21h20min - Comanches
• 22h - Unidos da Vila Mapa
• 23h - Unidos de Vila Isabel
• 0h - União da Tinga
• 1h - Praiana
• 2h - Imperatriz
• 3h10min - Imperadores
• 4h20min - Estado Maior
• 5h30min - Bambas da Orgia