"Demolidor" volta às origens em nova temporada

"Demolidor" volta às origens em nova temporada

Terceiro ano da série estrelada por Charlie Cox foi disponibilizado pela Netflix nesta sexta

AE

Charlie Cox volta a interpretar o personagem

publicidade

O fato de haver uma terceira temporada de "Demolidor" já faz com que não seja spoiler dizer que Matt Murdock está vivo, mesmo após um prédio, literalmente, cair sobre sua cabeça - evento do final da minissérie "Defensores", que o reuniu com outros heróis da Marvel na Netflix. Ao reencontrarmos o personagem, vemos um homem machucado, vulnerável e solitário.

"Ele atinge o fundo do poço, finalmente quebra e não sabe como se reconciliar com um Deus que permitiu que tudo isso acontecesse", explica seu intérprete, o ator britânico Charlie Cox. "Faz a gente pensar que Matt era feliz na primeira temporada", brinca sua colega de elenco, Deborah Ann Woll, que vive a jornalista Karen Page. Os dois falaram ao jornal O Estado de S. Paulo sobre a nova temporada da série, que foi disponibilizada nesta sexta-feira na Netflix, durante um evento do serviço de streaming em Bogotá, na Colômbia.

Se a solidão de Matt relembra a primeira temporada, o retorno do vilão Wilson Fisk (Vincent D'Onofrio) também é uma volta às origens. "Na segunda temporada, a mitologia do personagem era maior, acho divertido voltar a algo mais pé no chão", diz Cox, que define a nova leva de episódios como um thriller psicológico. "Fico orgulhosa de Vincent pelo vilão formidável que Fisk é. Ele nos vence mais do que ganhamos dele, mas é algo bom, porque superá-lo é uma conquista maior", acrescenta Woll.

De acordo com a atriz, vai ser necessário uma frente tripla, que inclui o melhor amigo de Matt, o advogado Foggy Nelson, para encarar o Rei do Crime, como o personagem é conhecido nos quadrinhos da Marvel. "Karen pode derrubá-lo com a imprensa, com a verdade; Matt pode usar suas habilidades físicas e Foggy pode usar a lei. Mas isso se os três conseguirem se dar bem", relembra a atriz sobre a relação estremecida entre os três amigos.

Ao mesmo tempo que enfrenta Fisk, porém, o Demolidor vai ter mais um desafio, ao lutar contra outro vilão adorado pelos fãs dos quadrinhos, o Mercenário (Wilson Bethel), que não possui superpoderes, mas é bem treinado para combates à distância. "O melhor desse vilão são suas habilidades. As sequências de luta precisavam ser muito específicas, em termo de coreografia."

Numa eventual quarta temporada, Cox não espera grandes mudanças na série, a não ser que a história peça. "Vi duas críticas do último álbum da Adele, uma elogiava por ela fazer o que sempre faz e outra esperava que ela mudasse. Não há uma fórmula", comenta o ator.

Prática contínua

Já são três temporadas e alguns anos em que Charlie Cox tem se dedicado ao treinamento de boxe e outras artes marciais para viver o herói da Marvel na Netflix. Ele admite, no entanto, que não incorporou as práticas em sua vida pessoal. "Quando não estou gravando a série, estou descansando. Tem sido muito bom treinar, mas não sou muito talentoso", avalia o ator.

Outro treinamento contínuo é para dar vida a um personagem cego. Apesar de estar há todo esse tempo na pele de Matt, Cox afirma que ainda é difícil. "É um desafio constante, é algo que sempre tenho que pensar. Minhas expressões dependem do lugar onde estamos, da quantidade de pessoas no set e do posicionamento das câmeras", conclui.

Veja o trailer:


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895