“Diário da Catástrofe Brasileira” tem lançamento virtual

“Diário da Catástrofe Brasileira” tem lançamento virtual

Livro marca a estreia de Ricardo Lísias na não-ficção

Correio do Povo

Publicação começou a ser escrita na noite de 28 de outubro de 2018, quando o atual presidente foi eleito

publicidade

Hoje será realizada uma noite de autógrafo virtual de “Diário da Catástrofe Brasileira” (Editora Record), com transmissão ao vivo pelo Instagram da Livraria Martins Fontes (@martinsfontespaulista) e do autor (@rlisias, a partir das 19h. O livro, que começou a ser escrito na noite de 28 de outubro de 2018, quando o atual presidente foi eleito, marca a estreia de Ricardo Lísias, um dos mais originais romancistas brasileiros da atualidade, na não-ficção.

 Ele conversará sobre o desafio de se escrever uma obra sem conjunções adversativas, apresentará em primeira mão a “memeografia” que é analisada ao longo da obra e discorrerá sobre a original interpretação sobre a trajetória do juiz Sergio Moro. “Diário da Catástrofe” não poupa críticas a grandes figuras da análise política, artistas e intelectuais que desdenharam da possibilidade de ascensão do “mito” ao poder.
 
Ricardo Lísias é autor dos romances “O Céu dos Suicidas”, “Divórcio” e “A Vista Particular”, entre outros. Criou “Família Tobias”, com a qual produz diversas obras em várias plataformas, como o e-book “Delegado Tobia”s e o livro-objeto “Inquérito Policial – Família Tobias”. Na peça “Vou, com meu advogado, depor sobre o Delegado Tobia”s, atuou como dramaturgo e ator. Idealizou o “Eduardo Cunha (pseudônimo)”, autor de “Diário da cadeia – com trechos da obra inédita Impeachment” (também pela Editora Record), que teve seu sigilo desfeito pela Justiça brasileira, em decisão posteriormente reformada inúmeras vezes. É doutor em Literatura Brasileira pela USP, com estágio de pós-doutorado na Unifesp.
 
 
 
 

 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895