Diferentes estilos nas lives musicais desta quinta-feira

Diferentes estilos nas lives musicais desta quinta-feira

Apresentações e conversas com músicos podem ser vistas através de transmissões via redes digitais

Ronaldo Pereira Quarteto se apresenta pelo projeto Mistura Fina

publicidade

Ronaldo Pereira Quarteto apresenta o álbum “Flower of Life” (2020) com convidado do Mistura Fina, às 18h30min, com transmissão pelo perfil no Facebook do projeto. O disco reúne recursos que vão desde o dodecafonismo, de Schoenberg, até o politonalismo, de John Coltrane, flerta com o free jazz e se aprofunda no uso de padrões cíclicos melódicos. O quarteto é formado por Ronaldo Pereira (saxofone), Ras Vicente (piano), Rodrigo Arnold (contrabaixo) e Martin Estevez (bateria). 
Ianaê Régia lança o single “Edredom” nas plataformas digitais. A canção é composta por quatro elementos primordiais: a voz, o beat, a guitarra elétrica e o baixo acústico, oferecendo uma atmosfera influenciada pelo Lofi Hip-Hop, R&B Alternativo e NeoSoul. Com produção musical de João Pedro Cé, o single conta com Mateus Albornoz (baixo acústico), Gabriel Gorski (guitarra), e Ianaê (vocais). O clipe de “Edredom”, disponível no YouTube, tem direção de Vinicius Angeli e Vitória Proença e direção de arte de Paola Kirst. 
Thedy Corrêa, do grupo Nenhum de Nós, é o convidado do projeto “Tatiéli Convida” para uma conversa, às 20h, com transmissão pelo Instagram (@tatielibuenooficial). O cantor e compositor fala sobre o EP “Feito em Casa”, com músicas gravadas durante a pandemia. Também vai revelar detalhes sobre o disco solo “O Apanhador”, com as canções do espetáculo livremente inspirado na obra de J. D. Salinger, “O Apanhador no Campo de Centeio”. Além de músico, Thedy também é escritor e tem quatro livros publicados.

A partir das 21h, a sambista porto-alegrense Pâmela Amaro conversa com Mestra Marcia Cunha e Luciana Carvalho, lideranças do Jongo Mistura da Raça (São Paulo), sobre a tradição do jongo. Esta live de bate-papo é uma edição do projeto “No Avesso do Samba” e ganha transmissão pelo Instagram da artista (@pamela_amaro). A ancestralidade também estará na pauta. A proposta é (re)conhecer o samba a partir das narrativas trazidas pelo olhar das mulheres. 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895