Disney interrompe produção de "Guardiões da Galáxia Vol. 3"

Disney interrompe produção de "Guardiões da Galáxia Vol. 3"

Suspensão teria sido causada pela demissão do diretor James Gunn

AE

James Gunn foi demitido pela Disney após a divulgação de tuítes ofensivos que ele havia feito entre 2008 e 2011

publicidade

A Disney suspendeu a pré-produção do filme "Guardiões da Galáxia Vol. 3" enquanto Kevin Feige, diretor do Marvel Studios, procura um novo diretor para o projeto. Com lançamento previsto para 2020 antes da demissão de James Gunn, o estúdio liberou os membros da equipe dos seus contratos para procurarem trabalho em outros filmes. "O cronograma foi adiado", disse uma fonte ligada ao estúdio para a revista The Hollywood Reporter, completando que nesse momento de pré-produção só uma pequena equipe estava com contrato assinado.

Segundo a revista, tanto Marvel quanto Disney ainda veem "Guardiões" como uma prioridade e a suspensão só vai durar até um novo diretor ser contratado. Taika Waititi, que dirigiu "Thor: Ragnarok", lançado em 2017 e que reviveu o interesse no personagem após dois filmes solo com baixa avaliação da crítica, teve uma reunião recentemente com a Disney, mas a revista não sabe dizer se foi para discutir sua possível contratação para o filme ou sobre outros assuntos.

James Gunn foi demitido pela Disney em julho de 2018 após tuítes ofensivos que o diretor fez entre 2008 e 2011 ressurgirem nas redes sociais. O elenco de "Guardiões da Galáxia" se posicionou contra sua demissão, mas mesmo após pressão de alguns atores ameaçando abandonarem seus contratos, o estúdio não voltou atrás na decisão.

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895