Disney proíbe anúncios da Netflix em várias de suas plataformas
capa

Disney proíbe anúncios da Netflix em várias de suas plataformas

Decisão marca uma nova etapa na batalha do streaming entre gigantes americanas

Por
AFP

Algumas plataformas da Disney, como canal ESPN, continuarão transmitindo publicidade para Netflix

publicidade

A Disney vai proibir os anúncios publicitários da Netflix em vários de seus canais de televisão, segundo informação publicada nesta sexta-feira pelo The Wall Street Journal, o que marca uma nova etapa na batalha do streaming entre as gigantes americanas. De acordo com um comunicado citado pelo jornal, a Disney disse no início deste ano que a indústria de streaming de vídeo havia evoluído "com mais concorrentes procurando anunciar na televisão tradicional e em nossas diversas redes".

Depois de chegar a um acordo com a maioria das plataformas de streaming, a gigante global do entretenimento teria concordado, segundo o The Wall Street Journal, em reconsiderar sua decisão de não transmitir seus anúncios. Mas a Netflix é uma exceção.

Contactadas pela AFP, a Disney e a Netflix não responderam imediatamente.

Os gastos com publicidade são um custo significativo para a Netflix, que desembolsou US$ 1,8 bilhão nessa área em 2018, de acordo com um documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA. Ao contrário da maioria de seus rivais, a Netflix não anuncia em sua plataforma. É essa falta de reciprocidade que levaria a Disney, também proprietária das redes de televisão ABC e Disney Channel, a parar de promover anúncios para a Netflix.

Algumas plataformas da Disney, incluindo o canal de esportes da ESPN, continuarão transmitindo conteúdo publicitário para a Netflix, de acordo com o The Wall Street Journal. Já a WarnerMedia, proprietária da HBO, garantiu à AFP que não considera uma mudança de linha com relação à divulgação de publicidade de seus concorrentes.