Em São Paulo, Metallica percorre carreira em show para 70 mil pessoas

Em São Paulo, Metallica percorre carreira em show para 70 mil pessoas

No fundo do palco, imensos telões complementavam as músicas com imagens e grafismos

AE

O show mostrou que os integrantes, beirando os 60 anos, ainda estão em plena forma

publicidade

Quando "It's a Long Way to the Top" (If You Wanna Rock 'N' Roll), do AC/DC, invadiu os alto falantes do Estádio do Morumbi, às 21h13 desta terça-feira, dia 10, a plateia de São Paulo já sabia que a espera havia chegado ao fim. Minutos depois o Metallica entrava no palco e presenteava os fãs com Whiplash, dos primórdios da banda. A partir daí, o que se viu foi uma comunhão entre fãs e ídolos, num encontro que era esperado desde o dia 25 de abril de 2020, no início da pandemia.

O show que a banda norte-americana apresentou na sua passagem pela capital paulista, dentro turnê "WorldWired Tour 2020", teve direito a um set list robusto, que percorreu toda a carreira do Metallica, além de explosões e do carisma impressionante do vocalista e guitarrista, James Hetfield. Para quem já conhece o roteiro, a grande incógnita é descobrir quais as músicas que os quatro vão tocar naquele dia, já que o set list muda de palco para palco.

Em São Paulo, até o criticado álbum "St. Anger" (2003) ganhou uma representante no show. "Dirty Window" foi a escolhida e surpreendeu os fãs. "No Leaf Clover", do S&M (1999), foi outra novidade. Do mais, um passeio por todas as fases, desde o início com "Ride The Lightning", "Seek and Destroy" e "Welcome Home" (Sanitarium), até a nova fase, com "Fuel" e os clássicos do álbum preto, entre elas "Holier Then Thou", que vira e mexe volta a ser tocada ao vivo.

O show mostrou que os quatro integrantes, beirando os 60 anos, ainda estão em plena forma. Kirk Hammett abusou dos solos de guitarra. Robert Trujillo (baixo) e Lars Ulrich (bateria) seguem dando a consistência de que a banda precisa. No fundo do palco, imensos telões complementavam as músicas com imagens e grafismos.

A plateia de São Paulo reconheceu a entrega da banda e não deixou por menos. Compareceu em peso, apesar de ter acontecido em plena terça-feira. De acordo com o site do São Paulo Futebol Clube, mais de 70 mil pessoas estiveram no Morumbi para ver a banda. Inicialmente, ainda antes da pandemia, a apresentação aconteceria num sábado.

Antes de São Paulo, a banda já havia se apresentado em Curitiba e Porto Alegre. Na quinta, dia 12, a apresentação será em Belo Horizonte. Os shows no Brasil têm abertura da banda-sensação Greta Van Fleet, que mostrou imensa evolução desde a primeira passagem por aqui, no Lollapalooza de 2019. O Metallica frequenta terras brasileiras desde 1989, quando os norte-americanos subiram no palco do Ginásio do Ibirapuera em duas noites.

Antes do show, James Hetfiled telefonou para Joice Figueiró, que deu à luz ao pequeno Luan durante a apresentação da banda em Curitiba, no sábado passado. O momento foi compartilhado pela mãe no Instagram. Na ligação, James se apresenta e pergunta como está o mais jovem fã da banda.


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta quinta-feira, dia 18 de julho de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895