Família de Avicii divulga carta falando sobre a morte do artista
capa

Família de Avicii divulga carta falando sobre a morte do artista

"Ele não podia continuar mais. Ele queria encontrar a paz", diz o texto

Por
Correio do Povo e AFP

Avicii foi encontrado morto na última sexta-feira


publicidade

A família do DJ e produtor musical Avicii divulgou uma carta aberta nesta quinta falando sobre a morte do artista e dizendo que ele "queria encontrar a paz" e "não podia continuar". O músico sueco, cujo nome verdadeiro era Tim Bergling, foi encontrado morto na última sexta-feira em Mascate, Omã, onde passava férias com amigos.

"Ele realmente lutou com pensamentos sobre o significado da vida, da felicidade. Ele não podia continuar mais. Ele queria encontrar a paz", escreveram seus familiares no comunicado, visto pela Agence France-Press. Um porta voz do artista se recusou a confirmar se ele teria cometido suicídio. Uma fonte policial em Omã disse que sua morte não foi considerada suspeita, acrescentando que as circunstâncias permanecerão confidenciais a pedido da família.

Avicii nunca fez segredo de seus problemas de saúde, incluindo a pancreatite, desencadeada em parte pelo consumo excessivo de álcool. Em 2016,  ele surpreendeu os fãs ao anunciar sua aposentadoria quando tinha apenas 26 anos, dizendo que queria deixar o estilo de vida em alta velocidade da música eletrônica.

"Quando ele parou de fazer turnê, ele queria encontrar um equilíbrio na vida para ser feliz e ser capaz de fazer o que ele mais amava - música", comentou a família no comunicado. "Nosso amado Tim era um buscador, uma frágil alma artística em busca de respostas para questões existenciais", diz ainda o texto.

Na segunda-feira, os familiares de Avicii haviam emitido outra nota agradecendo "o apoio e as palavras amorosas sobre o nosso filho e irmão". Eles também pediram que sua privacidade continuasse sendo respeitada "neste momento difícil".

Leia a íntegra da carta divulgada nesta quinta":

"Estocolmo, 26 de abril de 2018

Nosso amado Tim foi um buscador, uma frágil alma artística em busca de respostas para questões existenciais.

Um realizador perfeccionista que viajou e trabalhou duro em um ritmo que o levou ao estresse extremo.

Quando ele parou de fazer turnê, ele queria encontrar um equilíbrio na vida para ser feliz e ser capaz de fazer o que ele mais amava - a música. Ele realmente lutou com pensamentos sobre o significado da vida, da felicidade.

Ele não podia continuar mais.

Ele queria encontrar a paz.

Tim não foi feito para a máquina de negócios em que se encontrava; ele era um cara sensível que amava seus fãs, mas evitava os holofotes.

Tim, você será eternamente amado e uma perda tristemente sentida.

A pessoa que você era e sua música manterão sua memória viva.

Sua família"