Feira do Livro de Porto Alegre não contará com recursos da LIC

Feira do Livro de Porto Alegre não contará com recursos da LIC

A 69ª edição será realizada de 27 de outubro a 15 de novembro na Praça da Alfândega

Correio do Povo

A 69ª edição será realizada de 27 de outubro a 15 de novembro

publicidade

A Feira do Livro de Porto Alegre em  2023 poderá sofrer alterações em seu formato e programação. A 69ª edição, com realização de 27 de outubro a 15 de novembro, recebeu negativas do Conselho Estadual de Cultura (CEC-RS) de captação de recursos por meio da Lei de Incentivo à Cultura (LIC).

O mesmo já havia ocorrido com o Festival de Cinema de Gramado. Como critério de desempate, o CEC-RS priorizou eventos que têm local de realização nos municípios menos contemplados nos últimos 12 meses.

A secretária estadual da Cultura, Beatriz Araujo, se encontrará com o presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, Maximiliano Ledur, hoje à tarde, às 14h40min, para juntos alinharem a participação do governo na programação da feira por meio do Instituto Estadual do Livro e do Departamento do Livro, Leitura e Literatura, ao levar autores e ao realizar oficinas ao longo dos dias do evento.

Beatriz afirma que “o governo está empenhado em aumentar o investimento direto na programação”. Ou seja, a participação do Estado seria na realização em conjunto com a Feira na programação artística.

O presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, Maximiliano Ledur, informa que o valor solicitado para a LIC foi de R$ 870 mil, que já estava praticamente todo captado. Para ele, é lamentável que o Conselho de Cultura não tenha aprovado esse valor.

Ledur destaca que: "O montante fará falta e impactará em todo o projeto. A organização da feira é feita com antecedência sempre prevendo e contando com as leis de incentivo. A falta de aporte impactará na redução proporcional de boa parte das atividades na feira. Dos R$ 870 mil foram conseguidos com a Prefeitura de Porto Alegre R$ 100 mil e mais um valor com um patrocinador direto. Ainda faltam R$ 600 mil.

Ledur acredita que a reunião à tarde com Beatriz Araújo pode ser positiva, pois o governador Eduardo Leite antecipou que poderia ajudar com os valores que ficaram faltando por causa da recusa. "Esperamos reduzir este impacto na nossa programação. Lembrando que o nosso esforço é manter o brilho e o orgulho da Feira para a nossa população”, pontua.

Aporte da Prefeitura de Porto Alegre

O prefeito Sebastião Melo anunciou nesta semana a ampliação dos recursos destinados à Feira do Livro de Porto Alegre e ao Acampamento Farroupilha deste ano. Para o encontro literário na Praça da Alfândega o valor passou de R$ 150 mil para R$ 250 mil. No Acampamento Farroupilha deste ano, em vez dos R$ 250 mil iniciais, o município irá investir R$ 740 mil.

O prefeito ainda salientou que: “Lamentamos muito a estratégia do Conselho Estadual da Cultura, que impede eventos históricos de acessarem a Lei de Incentivo à Cultura por ocorrerem em Porto Alegre. Infelizmente, não é apenas a Feira do Livro a impactada pela nova resolução, que já atingiu outras programações simbólicas para a cultura local e do estado”.

 

 

 


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta sexta-feira, dia 12 de abril de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895