Jornada de autodescoberta é tema de bate-papo na Feira do Livro de Porto Alegre
capa

Jornada de autodescoberta é tema de bate-papo na Feira do Livro de Porto Alegre

Escritor Valdi Ercolani lança seu novo livro nesta quinta-feira

Por
Correio do Povo

Valdi Ercolani lança seu novo livro nesta quinta-feira na 65ª Feira do Livro de Porto Alegre

publicidade

O escritor Valdi Ercolani lança, nesta quinta-feira, o seu novo livro "Inocêncio em busca do grande homem", na 65ª Feira do Livro de Porto Alegre. O publicitário e cineasta de 80 anos também participará de um bate-papo com os leitores no evento, onde pretende falar sobre os cinco estágios do crescimento humano: infância, juventude, maturidade profunda e colheita.

"Viemos a este mundo apenas para comer, beber, dormir e fazer sexo?”, provocou o escritor que já morou nos Estados Unidos, Portugal, Espanha, Inglaterra, França, Argélia e atualmente vive em São Paulo, com a sua esposa, também escritora.

O bate-papo com o autor ocorre a partir das 14h30min na sala O Retrato do CCCEV (rua dos Andradas, 1223, Centro). A sessão de autógrafos começa às 18h30min no Pavilhão de Autógrafos da Feira. A entrada é gratuita. 

Inspiração

Natural de Nova Esperança do Sul, no Rio Grande do Sul, ele espera que muitos adolescentes, jovens e adultos, pais ou não, compareçam para conhecer essa saga de cinco volumes em que estão presentes memórias, aconselhamento, educação, espiritualidade e autoconhecimento.

Boa parte da inspiração para a saga veio dessa sua vivência de quase dez anos no exterior e percebeu que as pessoas querem amar e ser amadas. E neste processo de autoconhecimento, Ercolani pensa que cada pessoa deve deixar suas pegadas no mundo. Por essa razão decidiu escrever seus livros quando já tinha mais de 60 anos.

"Decidi colocar as minhas em forma de livros, na esperança de que sirvam de guia para aqueles que estão jornadeando, ou de bússola para jovens e adultos que estão buscando e ainda não acharam seu rumo. E, igualmente, para aqueles que pretendem manter ou resgatar a pureza de sentimentos que foi deixada no caminho, sem, no entanto, perder o espírito empreendedor.  E, ainda, a pais e educadores que procuram formar cidadãos íntegros e amorosos ajustados à sua época", refletiu.