Filha de Fernanda Young divulga capa de livro póstumo da mãe
capa

Filha de Fernanda Young divulga capa de livro póstumo da mãe

Obra, que já está à venda, foi escrita pela autora quando tinha 17 anos de idade

Por
AE

Filha de Fernanda Young postou a capa do livro póstumo da escritora


publicidade

Estela May, filha da escritora Fernanda Young, fez um post em seu Instagram para divulgar o livro póstumo da mãe. Intitulado "Posso pedir perdão, só não posso deixar de pecar", a obra foi escrita por Young quando ela tinha 17 anos de idade e reúne diverso textos.

No post, May, de 19 anos, fez uma homenagem à mãe e anunciou que o livro já está à venda nas livrarias. “Ela me leu algumas passagens, perguntou se eu achava chocante demais. Falei que sim. E que era maravilhoso. A cabeça de 17 anos da minha mãe. A cabeça genial da minha mãe”, relatou.

Fernanda Young morreu em agosto de 2019, aos 49 anos, após uma crise de asma seguida por parada cardíaca. A escritora estava em um sítio da família em Gonçalves, Minas Gerais.

Young ficou famosa por assinar o roteiro de diversas séries de comédia da Rede Globo, em especial "Os Normais", estrelada por Fernanda Torres e Luiz Fernando Guimarães, um grande sucesso do começo dos anos 2000. Ela também foi apresentadora dos programas "Irritando Fernanda Young" e "Saia Justa". Seu trabalho mais recente na televisão foi a série "Shippados", disponível no GloboPlay, com roteiro assinado pela escritora.

“O inédito 'Posso pedir perdão, só não posso deixar de pecar' foi o primeiro livro escrito por Fernanda Young (1970-2019), aos 17 anos, e também o último a que ela se dedicaria, revendo os originais para a publicação mais de três décadas depois. Escrito no auge do despertar criativo da adolescência da autora, o romance exibe todos os sinais da grande artista que estava por vir – uma voz única, absolutamente original, libertária, criadora e desconcertante nas letras brasileiras”, diz a sinopse oficial do livro divulgada pela Editora Leya.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

saiu nas livrarias!!!! lembro quando ela achou todo esses calhamaços de textos que ela tinha escrito em 80 e tanto. ela me leu algumas passagens, perguntou se eu achava chocante demais. falei que sim. e que era maravilhoso. a cabeça de 17 anos da minha mãe. a cabeça genial da minha mãeeeeee


Uma publicação compartilhada por Estela May (@e.mym) em