Filme brasileiro "Albatroz" acompanha história de fotógrafo em crise

Filme brasileiro "Albatroz" acompanha história de fotógrafo em crise

Produção estreia nesta quinta-feira e tem como protagonista o ator Alexandre Nero

Correio do Povo

Trama mistura realidade e fantasia na mente de fotógrafo

publicidade

Filmes brasileiros estão entre os lançamentos nos cinemas. O filme “Albatroz”, com direção de Daniel Augusto, é um deles. A narrativa acompanha um fotógrafo, Simão Alcóbar, vivido por Alexandre Nero. Em uma viagem com a amante a Jerusalém, ele registra um atentado terrorista frustrado, que termina em linchamento. Ao mesmo tempo em que se torna mundialmente conhecido, Simão passa a ser alvo de uma ácida polêmica sobre a ética de seu trabalho. Em crise com a profissão e com o casamento, o fotógrafo é seduzido por uma ex-namorada a ser voluntário em um audacioso experimento neurológico: fotografar os próprios sonhos.

A aventura, porém, logo se revela uma terrível armadilha. Incapaz de saber se está sonhando ou acordado, Simão enfrenta aterradores fantasmas do passado e descobre estar sendo usado em uma sinistra conspiração política, de consequências potencialmente catastróficas.

O suspense conta no elenco com Andréa Beltrão, Camila Morgado, Andreia Horta, Gustavo Machado, Marcelo Serrado e Maria Flor. Partindo de um princípio inusitado, a trama mistura fantasia e realidade na mente do protagonista, o que cria uma tensão para se descobrir como ele vai se livrar de seus tormentos. 

Outra estreia é o longa-metragem cearense “O Último Trago”, dirigido por Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti. O filme apresenta algumas das marcas dos diretores: um sentido político agudo e a capacidade de traduzir em sons e imagens os conflitos da sociedade brasileira. Aqui os diretores compõem uma alegoria sobre a herança indígena brasileira por meio de simbolismos e conseguem dialogar com o momento atual do país durante três atos narrativos. 

Em “Raiva” (coprodução de Portugal, Brasil e França), os campos do Baixo Alentejo, em Portugal, nos anos 1950, estão em cena. Com direção de Sérgio Tréfaut, o filme foca em família de camponeses em crise.


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta terça-feira, dia 16 de abril de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895