"First They Killed My Father", dirigido por Angelina Jolie, ganha primeiro trailer

"First They Killed My Father", dirigido por Angelina Jolie, ganha primeiro trailer

Filme conta história de sobrevivente do regime ditatorial que assolou o Camboja na década de 1970

Correio do Povo

Filme é baseado na autobiografia da ativista de direitos humanos Loung Ung

publicidade

"First They Killed My Father", uma produção original da Netflix dirigida por Angelina Jolie e que imerge no Camboja da segunda metade da década de 1970, durante o governo ditatorial do Khmer Vermelho, ganhou nesta quarta-feira seu primeiro trailer. Recentemente, o filme ganhou notoriedade por conta do método utilizado pela equipe do longa para selecionar e elenco, o que gerou acusações de abuso emocional e chantagem psicológica. A obra chega ao serviço de streaming no dia 15 de setembro.

• Angelina Jolie nega "jogo psicológico" para escolher crianças para filme 

O longa é baseado no livro homônimo da ativista de direitos humanos Loung Ung e acompanha o relato de sobrevivência da escritora ao regime, que governou o país asiático entre 1975 e 1979. A própria autora adaptou o roteiro ao lado de Angelina; um dos sete filhos de um alto funcionário do governo, Loung Ung, viveu uma vida privilegiada na capital cambojana de Phnom Penh até os cinco anos. Em abril de 1975, o exército de Pol Pot entrou na cidade, forçando a família  a fugir e, eventualmente, a se dispersar.

Loung foi treinada como uma criança soldado em um campo de trabalho para órfãos, seus irmãos foram enviados para campos de trabalho e aqueles que sobreviveram aos horrores não seriam reunidos até que o Khmer Vermelho fosse destruído. Durante quatro anos, cerca de 2 milhões de cambojanos foram mortos pelo regime como resultado de execuções políticas, fome e trabalho forçado. Devido ao grande número de mortos, este período é conhecido como o Holocausto cambojano ou Genocídio cambojano.

Assista ao trailer:



publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895