“Histórias de Circo Sem Lona” se apresenta neste domingo no Parque Farroupilha

“Histórias de Circo Sem Lona” se apresenta neste domingo no Parque Farroupilha

Espetáculo gratuito faz parte da programação do 16º Palco Giratório

Carolina Santos*

O evento gratuito integra a programação do 16° Palco Giratório Sesc e será apresentado neste domingo, às 11h, no Parque Farroupilha, perto do monumento ao Expedicionário, o “Arco da Redenção”

publicidade

“É sem lona, sem moral, sem vergonha na cara e sem muita coisa”, diz Marcelo Militão, o palhaço Stripulia, ao definir o espetáculo “Histórias de Circo Sem Lona”, do Grupo Tia. O evento gratuito integra a programação do 16° Palco Giratório Sesc e será apresentado neste domingo, dia 15, às 11h, no Parque Farroupilha, perto do monumento ao Expedicionário, o “Arco da Redenção”.

No palco, que neste caso é a rua, três palhaços desenvolvem artimanhas. Stripula, interpretado por Marcelo Militão, é o apresentador; o palhaço Badanha ganha vida nas mãos do ator Mário Ferrolho, representando as grandes orquestras circenses; e por fim, Fadiga, nome de palhaça da atriz Mariana Abreu, que interpreta as atrações, fazendo uma alusão aos vários artistas que se apresentam nos circos.

“No espetáculo de palhaçaria que trabalha com a relação de números tradicionais de circo e outros nem tanto, nós mesclamos isso neste panorama aberto da rua”, diz Marcelo. Para o ator, o ato de ocupar os espaços públicos é algo revolucionário, “nós tentamos não privatizar um espaço público, não tem como esse espaço ser privado, então qualquer pessoa pode ir ali ver, ter acesso a isso e com qualidade.” 

O espetáculo trabalha com a interação e imaginário do público. Explora, também, o “erro”, a ideia de fracasso que acaba por humanizar os palhaços, “ele se revela todo na frente do público, por isso que a gente fala que ‘o nariz é a menor máscara do mundo’, na verdade ela não esconde nada, ele amplia tudo”, reflete Marcelo. O Grupo Tia existe desde 2004 e explora as muitas formas do teatro popular, trabalhando com outras linguagens como mamulengo (bonecos) e cenopoesia.

Essa não é a única atração gratuita do 16º Palco Giratório Sesc. As atividades não pagas são sempre nos domingos, no Parque Farroupilha, vale ressaltar que em caso de chuva, a programação poderá sofrer alterações. No dia 22 de maio, os espetáculos “Um dia, uma palhaça” e “Circo de Horrores e Maravilhas”. Já no dia 29 de maio é a vez dos espetáculos “Deus e o diabo na terra da miséria” e “Faísca D’água: o encontro da natureza com a humanidade”. Para mais informações sobre horários e sinopse das montagens basta acessar o site https://www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio/.

* Supervisão Luiz G. Lopes


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895