Integrantes do BTS terão que prestar serviço militar na Coreia do Sul
capa

Integrantes do BTS terão que prestar serviço militar na Coreia do Sul

Decisão do governo reafirma a sua política de não abrir exceções para celebridades

Por
Correio do Povo

Membros do BTS terão que se ausentar da carreira para servir ao país


publicidade

Os integrantes do grupo de k-pop BTS terão que prestar serviço militar obrigatório na Coreia do Sul, informou o site Billboard. A decisão do Ministério da Defesa do país reafirma a sua política de não abrir exceções para celebridades e atletas. Segundo a publicação, assim que atingirem a idade exigida, os membros do BTS, assim como de outras bandas do mesmo gênero musical, terão que se ausentar da carreira para servir ao país. 

"No caso do BTS, eu pessoalmente gostaria de permitir isenções para eles sob certos parâmetros, mas a Administração da Força Militar e o Ministério da Defesa Nacional (encarregado do recrutamento) estão inclinados a diminuir a possibilidade de negociação. Diferente de artes clássicas ou esportes, é difícil mexer no critério de seleção de cultura popular e campo da arte em geral, o que dificulta a institucionalização (de um sistema de renúncia)", declarou o ministro da Cultura, Park Yang-woo. 

A Coreia do Sul tem quase 600 mil soldados, a maioria recrutas. O país continua tecnicamente em guerra com a Coreia do Norte. Homens sul-coreanos de 18 anos podem ser sujeitos a um exame físico da Agência Militar Pessoal e depois encaminhados a servir. As mulheres estão isentas do serviço militar. 


O grupo pode ficar até cinco anos sem o time completo. Jin deve ser o primeiro a se alistar, já que completa 28 anos no próximo ano, idade máxima para o recrutamento. Em seguida, Suga, RM, J-Hope, Jimin, V e Jungkook são os próximos.