José Calil é o entrevistado de Cosme Rímoli

José Calil é o entrevistado de Cosme Rímoli

Bate-papo completo está disponível no YouTube, onde o convidado falou de sua carreira, gordofobia, polêmicas e muito mais

Correio do Povo

José Calil é o entrevistado de Cosme Rímoli nesta semana em seu canal

publicidade

Jornalista esportivo e cartola de futebol, José Calil é o convidado desta terça-feira, 2 de abril, do Canal do Cosme Rímoli. A entrevista completa está disponível no YouTube. Em 1998, o Brasil perdeu a final da Copa do Mundo para a França na casa do adversário. Aquela decisão ficou marcada pela história da convulsão de Ronaldo Fenômeno, ainda no hotel onde a seleção estava concentrada. José Calil era um dos jornalistas que estavam presentes e foi acompanhando o ônibus da seleção do hotel até o estádio, e revela que sente desapontado, profissionalmente, com esse episódio de sua carreira.

“Essa foi a maior frustração profissional que eu tive, porque a maior notícia da minha vida passou perto e eu não vi, que foi a não presença do Ronaldo no ônibus. Nós ficávamos na rua e tinha uma área verde. Até o castelo, onde ficava os apartamentos [em que os jogadores da seleção estavam hospedados], devia ter, ali, uns 80 metros, era meio longe. Então, a gente via o ônibus entrar lá e nós víamos, de longe, que os jogadores entravam no ônibus. Eu fui com o carro atrás, mas eu não sabia que o Ronaldo não estava lá dentro”.

Sempre com opiniões que causam debate, seja em programas esportivos, na mídia ou nas redes sociais, José Calil não se considera uma pessoa polêmica, mas que gosta de fazer as pessoas pensarem por outra ótica: “Eu fico muito triste quando falo que eu sou polêmico, porque eu nunca fiz nada, te juro, Cosme, de propósito para dar polêmica. Se o que eu falo dá polêmica, eu não tenho culpa. Simplesmente, eu procuro mostrar uma visão diferente das coisas”.

Calil revelou que a gordofobia e o etarismo já lhe prejudicaram profissionalmente e que já sofreu ataques que recebe na internet por não concordarem com sua opinião: “Se eu falo alguma coisa e o pessoal das redes sociais não gosta, a primeira coisa que falam é ‘seu velho, gordo’. Então tem gordofobia. Eu já disputei emprego em televisão que eu perdi por causa de ser gordo. Então, existe etarismo, existe gordofobia acho que é na sociedade”.


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta sexta-feira, dia 19 de abril de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895