Maestro Benito Juarez, fundador do Coral da USP, morre aos 86 anos

Maestro Benito Juarez, fundador do Coral da USP, morre aos 86 anos

Informação foi confirmada pelo filho do músico, André Juarez: 'Descanse em paz. Vou honrar seu nome sempre'

R7

Benito morreu aos 86 anos

publicidade

O maestro Benito Juarez morreu nesta segunda-feira (3) aos 86 anos. A informação foi confirmada pelo filho do músico, André Juarez nas redes sociais.

"Meus amigos, comunico o falecimento do meu amado pai, o maestro Benito Juarez. Descanse em paz, Baxoca. Vou honrar seu nome sempre. 'Muita força, moleque!!!'", lamentou.

A causa da morte não foi divulgada.

Benito Juarez de Souza nasceu no dia 17 de novembro de 1933 em Januária, Minas Gerais. Ele foi um dos grandes responsáveis pela popularização da música clássica e também pela valorização da música popular brasileira. Um dos marcos da trajetória do maestro foi a atuação dele com a Orquestra Sinfônica de Campinas. Ele foi regente e diretor artístico do grupo durante 25 anos (deixou a orquestra em 2001).

Benito foi um dos fundadores do Coral da USP (CoralUSP), criado em 1967 e existente até hoje. Em 2002, o maestro também criou e foi regente titular da Banda Sinfônica do Exército. Além disso, foi Benito quem fundou o departamento de música e a Orquestra Sinfônica da Unicamp, instituição na qual deu aulas de regência.

Ao longo da trajetória, Benito também foi reconhecido por grandes premiações. Em 1973, Benito foi eleito Melhor Regente pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). Dois anos depois, recebeu, também da associação, o Grande Prêmio da Crítica pelo trabalho realizado com Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas e o CORALUSP. Em 2008, o maestro ganhou o prêmio Melhor Projeto Musical Erudito daquele ano.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895