MoMA vende em Paris um desenho de Picasso inédito no mercado
capa

MoMA vende em Paris um desenho de Picasso inédito no mercado

Obra "Joueuse de flète et nu couché", datada de 1932, foi leiloada por 286 mil euros

Por
AFP

Um "autorretrato" de Picasso é visto durante a montagem da exposição "Picasso in Uruguay" no Museu de Artes Visuais de Montevidéu

publicidade

Um desenho de Picasso, "Joueuse de flète et nu couché" (1932), inédito no mercado da arte e pertencente ao MoMA de Nova York, foi vendido nesta quinta-feira por 286 mil euros (321 mil dólares), em um leilão no qual a atração principal foi um trabalho de Marc Chagall (634 mil euros).

Pintado com tinta chinesa, o desenho do pintor espanhol foi estimado entre 250 mil e 350 mil euros e seu preço final inclui comissões. Foi vendido pela Christie's para o fundo de aquisição do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA). 

Datado de outubro de 1932, um dos anos mais produtivos de Picasso, o desenho mede 26x33 cm e faz parte de uma série de obras que revelam sua paixão por Marie-Thérèse Walter, sua companheira entre 1927 e 1935, e mãe de sua filha Maya. "No dia em que conheci Marie-Thérèse, percebi que eu tinha diante de mim o que sempre sonhei", confidenciou Picasso.

Este desenho foi oferecido pelo gênio espanhol ao seu comerciante Daniel-Henri Kahnweiler, e em 1961 ele se tornou parte das coleções do MoMA graças a uma doação da artista americana Eve Clendenin.

No leilão realizado na Christie's em Paris, a estrela foi a obra "La Danse" de Chagall, que ilustra uma mulher dançando com um leque na frente de um músico que toca violino de joelhos. A pintura, de tons azuis, foi adquirida por 634 mil euros.

A grande surpresa foi em um desenho a lápis de Vincent Van Gogh, "Femme débout or profil", estimado entre 120 mil e 180 mil euros, e vendido por 514 mil euros. Obras de Joan Miró, como "Femme, Oiseau", por 250 mil euros, e outras obras de Picasso, como "Paysage de Ménerbes", por 187.500 euros, também foram leiloadas.