Morre em Paris o estilista Emanuel Ungaro

Morre em Paris o estilista Emanuel Ungaro

Francês tinha 86 anos e construiu um império da moda, que incluía perfumes, sapatos e óculos

AFP

Emanuel Ungaro construiu um império da moda durante a sua trajetória

publicidade

O estilista francês de origem italiana Emanuel Ungaro morreu nesse sábado em Paris, na França, aos 86 anos, informou neste domingo sua família. Aposentado do mundo da moda desde 2004, o estilista estava "com a saúde enfraquecida" há dois anos, disse uma fonte familiar. "Embora tenha deixado a maison, ele continuava sendo uma fonte de inspiração. É uma grande perda", comentou um porta-voz da marca Emmanuel Ungaro. 

Nascido em 13 de fevereiro de 1933, numa família de imigrantes italianos de Aix-en-Provence (sul), aprendeu com o pai, alfaiate, as bases da profissão. Instalou-se em Paris em 1956, onde foi formado pelo estilista espanhol Cristóbal Balenciaga. Após uma breve passagem pela Courrèges, abriu em 1965 sua própria maison. 

Em 1968, lançou uma linha feminina de prêt-à-porter, antes de embarcar no prêt-à-porter masculino, em 1973. Ungaro, que descrevia a si mesmo como um "obsessivo sensual", recebeu em 1980 o prêmio Dé d'or de melhor casa de alta-costura. Ao longo dos anos, o estilista construiu um império da moda, que incluía perfumes, sapatos e óculos e foi adquirido em 1996 pela família Ferragamo. A partir de 2001, Ungaro, casado e com uma filha, começou a desacelerar, e acabou se aposentando da alta-costura em 2004.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895