Peça teatral 'Homem Mãe' tem apresentações neste final de semana

Peça teatral 'Homem Mãe' tem apresentações neste final de semana

Adaptação integra a programação do Porto Verão Alegre

Parte do elenco da peça 'Homem Mãe'

publicidade

A montagem teatral "Homem Mãe", livremente inspirada no universo do escritor Valter Hugo Mãe, tem apresentações, neste sábado e domingo, no Teatro Carlos Carvalho da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736), às 20h30min. A adaptação e direção da peça são assinadas por Fernando Kike Barbosa.

A história se desenvolve em três ambientes distintos, dentro de uma vila de pescadores. Lá vivem pessoas simples, brutalizadas pelo trabalho duro e com convicções herdadas de um passado de crenças e regras morais inabaláveis. Um pescador, tomado pela necessidade de compartilhar a vida com alguém, parte a procura de um filho no povoado. A partir daí os outros personagens surgem na trama. Cada um com a sua dolorosa história individual e ao mesmo tempo coletiva. Uma história composta de escolhas aparentemente individuais que colocam em jogo o equilíbrio natural da vida na comunidade.

Na aldeia surgem expressões de intolerância, do preconceito e do amor incondicional de uma família afetiva. É um retrato poético, mas nada ingênuo, do mundo moderno. O espetáculo estreou em 2015 como resultado do Laboratório de Pesquisa e Montagem da Comica Cultural ministrado pelo Fernando Kike Barbosa, realizou uma temporada no projeto Novas Caras em 2016 e outra na Mostra Tragicômica de Teatro 2018. Em 2019, fez sua estreia no Porto Verão Alegre. Agora retorna em sessões no Teatro Carlos Carvalho da CCMQ.

Com realização da Cômica Cultural – Escola e Produtora de Teatro, a peça tem no elenco Edgar Rosa, Elaine Segura, Emílio Speck, Gabriela Magagnin, Larissa Hoffmeister, Laura Medina, Leo Bello, Ofélia Ferretjans, Rosângela de Britto e Vinícius Magnus. As sessões integram a programação do festival Porto Verão Alegre 2022. A venda de ingressos on-line é feita pelo site: https://portoveraoalegre.com.br/.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895