Polícia Civil de MG culpa erros de pilotos por acidente que vitimou Marília Mendonça

Polícia Civil de MG culpa erros de pilotos por acidente que vitimou Marília Mendonça

Laudo concluiu que o avião não tinha problemas técnicos e foi descartado um possível mal súbito dos pilotos

AE

Cena dos destroços do avião

publicidade

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito do acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas em novembro de 2021. De acordo com informações dadas em entrevista coletiva transmitida nesta quarta-feira, 4, a queda da aeronave foi causada por um erro dos pilotos, Geraldo Martins de Medeiros Junior e Tarcísio Pessoa Viana - que também morreram no acidente.

"A tripulação, por circunstâncias até então não justificáveis, atuou com negligência e com imprudência", afirmou um dos delegados responsável pelo caso. A polícia atribuiu o crime de homicídio culposo aos pilotos, mas pediu o arquivamento do caso por conta da morte de todos os que estavam a bordo da aeronave.

O laudo concluiu que o avião não tinha problemas técnicos e a Polícia Civil descartou um possível mal súbito dos pilotos. A aeronave se chocou contra a fiação de uma torre de transmissão em Caratinga, no interior de Minas Gerais, e caiu no solo.


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta sexta-feira, dia 12 de abril de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895