Projeções de obras de artistas em prédios e em galeria virtual
capa

Projeções de obras de artistas em prédios e em galeria virtual

Participam do movimento colaborativo ‘Verbo: Gentileza’ as cidades de Porto Alegre, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife

Obra ‘Memórias de um Corpo’ será uma das projetadas.


publicidade

Nesta quinta-feira, das 19h às 21h, o movimento colaborativo “Verbo: Gentileza” lança a galeria digital #ArteSalva, na qual obras de arte serão projetadas em empenas de prédios em Porto Alegre, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Na capital gaúcha, a ação tem parceria com @espaconaive. Serão apresentadas produções de artistas durante o isolamento social. Nesta primeira edição do #ArteSalva, participam: Cristiano Xavier (fotógrafo), Rodrigo Oliveira (videomaker), Carolina Correa (atriz), Fernanda Takai (cantora – com o vídeo lyric “Terra Plana”), Beth Freitas (fotógrafa e videomaker), Leonardo Lima (diretor), Márcia Charnizon (fotógrafa), Nina Maalej (fotógrafa), Estevão Andrade (fotógrafo) e Leandro Miranda (videomaker).

A cocriadora do movimento Erlana Castro pontua que “o século 21 já trazia todos esses desafios e a pandemia concentrou, intensificou e acelerou a turbulência, forçando o sistema que inventamos e habitamos aos seus limites. Do ponto de vista humano, não está fácil. Estamos sendo convidados a reinventar todas as relações que construímos e mantemos com nós mesmos, com os outros e com o planeta”, reflete. Quem está próximo às laterais de prédios terá a possibilidade de admirar uma exposição de obras de arte sem sair de casa. Na capital gaúcha, as projeções serão no bairro Bom Fim. As pessoas que não puderem assistir in loco poderão acompanhar a transmissão em tempo real no perfil do projeto no Instagram (@verbogentileza).


Também hoje é lançada campanha para que artistas interessados enviem trabalhos para serem projetados nas próximas edições. Um formulário será disponibilizado no site e a curadoria fará a seleção das obras. O “Verbo: Gentileza” oferece, ainda, o vídeo com as obras para quem quiser projetar no seu bairro, para que a arte chegue ao maior número de pessoas. Em um segundo momento, os trabalhos irão compor uma galeria virtual e serão colocados à venda, como forma de contribuir com os artistas. “Queremos mostrar a produção artística nesse período em que há muita angústia, mas que a arte se torna uma ferramenta de externar esse sentimento. Já o espectador tem um alento para os olhos e para a alma. A arte cura e conecta. E com isso podemos também democratizá-la, levá-la para dentro das casas das pessoas e contribuir para que artistas tenham visibilidade e possam, ainda, vender seus trabalhos”, explica Patrícia Tavares, idealizadora do projeto.
Em suas “Living Room Sessions”, sessões interativas no Zoom, o “Verbo: Gentileza” continua dialogando com a sociedade. E o Festival Verbo: Gentileza se prepara para a galeria #ArteSalva na programação. “A gentileza e a arte são peças fundamentais para a cura e para a reflexão que precisamos neste momento. Agora, em nosso quinto ano, queremos nos tornar, de fato, uma rede colaborativa e gentil. Este é nosso objetivo para 2020”, conclui Patrícia Tavares.